Pesquisar este blog

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

LENDAS AMAZÔNICAS III - GUARANÁ


Um casal de índios pertencente a tribo Maués, vivia junto por muitos anos sem ter filhos mas desejava muito ser pais. Um dia eles pediram a Tupã para dar a eles uma criança para completar aquela felicidade. Tupã, o rei dos deuses, sabendo que o casal era cheio de bondade, lhes atendeu o desejo trazendo a eles um lindo menino.

O tempo passou rapidamente e o menino cresceu bonito, generoso e bom. No entanto, Jurupari, o deus da escuridão, sentia uma extrema inveja do menino e da paz e felicidade que ele transmitia, e decidiu ceifar aquela vida em flor.

Um dia, o menino foi coletar frutos na floresta e Jurupari se aproveitou da ocasião para lançar sua vingança. Ele se transformou em uma serpente venenosa e mordeu o menino, matando-o instantaneamente.

A triste notícia se espalhou rapidamente. Neste momento, trovões ecoaram e fortes relâmpagos caíram pela aldeia. A mãe, que chorava em desespero, entendeu que os trovões eram uma mensagem de Tupã, dizendo que ela deveria plantar os olhos da criança e que deles uma nova planta cresceria dando saborosos frutos.

Os índios obedeceram aos pedidos da mãe e plantaram os olhos do menino. Neste lugar cresceu o guaraná, cujas sementes são negras, cada uma com um arilo em seu redor, imitando os olhos humanos.

POLITICAMENTE FORTALECIDO - *Osny Araújo



As vitórias do senador João Pedro, para a presidência regional do PT e do prefeito de Manaus Amazonino Mendes (PTB), absolvido pelo Tribunal Regional Eleitoral no processo de cassação do mandato, fortalece a posição do senador licenciado Alfredo Nascimento (PR), ministro dos Transportes e pré-candidato ao Governo do Amazonas.
Considero politicamente importante essas duas vitórias para as pr4tensões políticas do ministro Alfredo Nascimento nas próximas eleições ao Governo do Estado.

Vamos tentar analisar a questão por partes: Primeiro: O ministro Alfredo Nascimento, por ser ministro do Governo, certamente contará com o apoio, ainda que discreto, caso o presidente respeite as convenções políticas estaduais, a Alfredo Nascimento, o que sem nenhuma dúvida, representa muito politicamente num Estado onde o presidente Lula é muito querido e admirado.

Segundo, porque o senador João Pedro é suplente de Alfredo Nascimento, logo, terá que funcionar como o maior “cabo eleitoral” de Nascimento e como presidente regional do PT, isso ficará bem mais fácil.

O terceiro ponto a ser analisado foi à queda do deputado Sinésio Campos, líder do Governo na Assembléia Legislativa do Estado, que por questões políticas se o partido não fechar questão em termos de uma candidatura, deverá marchar com o candidato do governador Eduardo Braga, (PTB) que tudo leva a crer ser o vice-governador Omar Aziz (PMN).

Por último, é bom frisar que o prefeito Amazonino Mendes já declarou publicamente apoio à candidatura de Alfredo Nascimento nas próximas eleições. Como permanece na Prefeitura, o poder de barganha e prestígio de Mendes será bem forte e com isso, se fortalece também a candidatura de Nascimento rumo à sucessão de Braga.

No momento, todas as análises são feitas em cima de conjecturas. Só haverá condições para um posicionamento bem definido a respeito das eleições do ano que vem após as definições das coligações e convenções partidárias oficializando as candidaturas. Até lá, tudo fica por conta de suposições.

No momento, a candidatura de Alfredo Nascimento parece bem situada, mas como em política as posições se alteram do dia para a noite, o melhor será esperar um pouco para que se tenha uma noção mais exata de como será formatada a campanha política amazonense para as próximas eleições.

Mas, no caso do PT, é interessante que João Pedro se mantenha no Senado. Para que isso ocorra, é necessário que Alfredo Nascimento vença a eleição no Amazonas. Se isso não ocorrer, o PR ganhará mais uma vaga no Senado, como Nascimento assumindo o seu lugar e o PT perderá um senador, com a saída do suplente João Pedro. O jeito que temos é aguardar o desenrolar dos acontecimentos.

Não sabemos ainda qual será o posicionamento do presidente Lula em relação às eleições no Amazonas.

O certo é que ele deverá armar uma estratégia para que a sua candidata, a ministra Dilma Roussef tenha dois ou três palanques. Em política não se subtrai nem divide. Apenas se soma e multiplica.

Como Alfredo Nascimento é ministro e João Pedro na qualidade de suplente é senador do PT e o governador Eduardo Braga é forte aliado do Governo Federal, é possível que o presidente Lula fique apenas observando de longe o andar da carruagem, oferecendo apoios discretos ora a um, ora a outro candidato. O importante é que todos somem em favor de Dilma.

Ainda existem muitas costuras políticas a serem feitas até o momento das definições, fato que não impede de darmos opinião a respeito de um assento sempre palpitante e do interesse de todos. Vamos dar tempo ao tempo.

*Osny Araújo é jornalista e analista político.
e-mail: osnyaraujo@bol.com.br

BRAGA NUMA ENCRUZILHADA


Manaus - O apoio do governador Eduardo Braga (PMDB) a candidatura do vice-governador Omar Aziz (PMN) ao Governo do Estado nas eleições do ano que vem já está causando um grande transtorno político ao governador.

Braga, que se diz amigo pessoal do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, para quem rasga elogios pelos benefícios que tem carreado para o Estado, parece que está numa sinuca de bico, e tudo por conta das eleições do próximo ano e do apoio a futura candidatura de Aziz.

Braga, que se proclama forte aliado de Lula desde o primeiro momento, parece que não caminhará lado a lado com o presidente na sucessão estadual. Lula, certamente apoiará e lutará pela candidatura do senador licenciado e ministro dos Transportes Alfredo Nascimento (PR) e por isso, a boa parceria entre o Governo Federal e o Governo do Estado, poderá ficar um pouco enfraquecida.

Nota publicada na ultima edição da revista Veja, revela a encruzilhada em que o governador Braga se meteu.

A nota afirma que o presidente Lula estaria furioso com o governador Eduardo Braga em razão do apoio a candidatura do vice-governador Omar Aziz.

Certamente o governador Eduardo Braga, com mestrado em política, sabe o que está fazendo. Naturalmente, de acordo com os seus projetos políticos pessoais, para ele, deve ser mais interessante apoiar a candidatura de Omar Aziz do que a do ministro Alfredo Nascimento.

INCRA ABRE A VII FEAF QUINTA-FEIRA



Manaus - A VII edição da Feira da Agricultura Familiar do Amazonas, promovida pela Superintendência Regional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) e a participação de órgãos das administrações federal, estadual e municipal, como Sepror, Idam, FVS, Conab, ADS, Escola Agrícola Rainha dos Apóstolos, IFAM, UEA e UFAM, será aberta pela superintendente Maria do Socorro Marques Feitosa, (foto), às 18 horas da próxima quinta-feira (dia 3), no estacionamento do estádio Vivaldo Lima, próximo a Arena Poliesportiva Amadeu Teixeira.
Este ano, a feira contará com a participação de 27 municípios e 48 assentamentos e 150 expositores-assenados que estarão expondo produtos diversos da reforma agrária, como pescado, com destaque para pirarucu, tambaqui e matrinxã, oriundos da reservas extrativistas, artesanato, doces e compotas, animais de pequeno porte, como aves e porcos, além de uma variada grande de produtos do campo como: Farinha de mandioca, farinha de tapioca, macaxeira, coco, batata, pimenta de cheiro, pupunha, cupuaçu, café, ovos, milho, mel de abelha, licores, perfumes, sabonetes de ervas regionais, compotas, óleos essenciais de andiroba, copaíba, cumaru, pau-rosa, plantas medicinais, tucupi, pimenta de cheiro, tucumã, laranja, mamão, abacaxi, melancia, aça, queijo.

Durante a realização da Feira, no período de 3 a 5, os expositores também participarão de vários seminários de interesse dos assentados, abordando os vários aspectos do setor primário, objetivando melhorias na produção e produtividade dos assentamentos de reforma agrária no Amazonas.

O público expositor será formado prioritariamente por assentados do Programa Nacional de Reforma Agrária, contando ainda com os técnicos responsáveis pelo acompanhamento dos projetos de assentamentos, chefes das Unidades Avançadas do INCRA, comunidades ribeirinhas, ONGs.

OBJETIVO

Segundo a superintendente Maria do Socorro Marques Feitosa, o principal objetivo da Feira da Agricultura Familiar, que chega à sua VII edição, é a promoção, divulgação e a comercialização dos produtos da reforma agrária, além da divulgação das políticas e ações que o INCRA vem desenvolvendo no Estado, agora como um fogo especial para as populações tradicionais, com destaque para os varzeiros e a criação de assentamentos sustentáveis de reforma agrária.

Outro grande objetivo, segundo ainda a superintendente, é incentivar a produção da agricultura familiar, além de propiciar espaço para degustação e venda de produtos diretamente do produtor para o consumidor.

Divulgar ainda para o público visitante, a temática da agra-industrialização, apresentar protótipo demonstrativos de agroindústrias, máquinas e equipamentos, além de proporcionar um grande intercâmbio entre assentados, público e técnicos da área, além de palestras e oficinas direcionados aos assentados, onde serão discutidas estratégias de produção e de comercialização para os produtos da reforma agrária e da agricultura familiar.

PROGRAMAÇÃO

A programação da VII Feira da Agricultura Familiar que será inaugurada às 18 horas da próxima quinta-feira, será bem diversificada e ao agosto das famílias amazonenses.

Além do passeio pelos stands, os visitantes poderão provar muitos pratos da culinária regional na praça da alimentação e se divertir com muitos shows que serão apresentados todas as noites, das 20 às 22 horas, com destaque para a Banda Arrasta o Fole, Banda Natinho e Grupo Correnteza e Banda Impacto.(Ascom-INCRA-AM)

Agronegócio: Prospecção de mercado para a safra 2009/10 - *Thomaz Meirelles



Com o objetivo de oferecer aos agentes de mercado e ao produtor mais uma fonte para análise no processo decisório do plantio, técnicos do Mapa/Conab divulgaram, na última quinta-feira, estudo com a tendência de mercado para alguns produtos da safra 2009/2010, como arroz, café, feijão, milho, e soja. A prospecção leva em conta os efeitos da crise internacional no setor, como a queda na cotação de preços das principais culturas, a valorização da moeda brasileira e a perda de competitividade das commodities agrícolas destinadas à exportação. Este trabalho teve a coordenação do meu amigo e colega Carlos Eduardo Tavares. A síntese, apresentada a seguir, foi elaborada por técnicos da Federação de Agricultura do Estado do Paraná. O Amazonas, por ainda ser estado importador de produtos básicos, precisa, no meu entendimento, conhecer as possibilidades futuras que o mercado apresenta a fim de direcionar as ações do setor primário regional, entre elas o início do zoneamento agrícola executado pela Embrapa, mais agências bancárias no interior (maior acesso ao crédito rural) e um Idam suficientemente forte (com o plano de cargos aprovado) e compatível com nossa dimensão geográfica.
Feijão com fraca demanda

A trajetória de queda dos preços segue desde outubro de 2008, desestimulando grande número de produtores que devem optar por outros cultivos. Essa atitude de precaução dos produtores deve-se à elevada quantidade de produto de baixa qualidade no mercado e ao baixo consumo, que poderão influir negativamente na recuperação dos preços no curto prazo. O mercado segue com uma oferta menor, mas a fraca demanda e os atuais
níveis de estoques descartam, por enquanto, o aquecimento do produto. Em nível nacional, a queda ficou estabelecida em 1,4% em relação à safra anterior.

Aumenta produção mundial de milho

O último relatório divulgado em 11 de setembro de 2009 pelo USDA revela uma expectativa de super safra norte-americana e, conseqüentemente, um aumento na produção mundial, já que os Estados Unidos são responsáveis por 41,44% (projeção da safra 2009/2010) da produção mundial. Esta estimativa faz com que os estoques finais permaneçam altos, em torno dos 139 milhões de toneladas de grãos, o que gera uma expectativa de oferta alta no mercado internacional e, provavelmente, poderá manter
os preços pressionados para baixo nas principais bolsas. Portanto, não há previsão de grandes variações nas cotações, acreditando-se que estas devam se manter nos patamares de 118,00 US$/tonelada, não se chegando 157,47 US$/tonelada como aconteceu na safra de 2008/2009, onde fatores como a crise de alimentos e a incertezas da crise econômica mundial tiveram um peso importantíssimo no comportamento das cotações da CBOT.

Café terá mercado equilibrado

Com relação ao panorama internacional a expectativa para o ano 2010/2011 é de que venhamos a ter um mercado relativamente equilibrado, chegando-se a um estoque final de 32,8 milhões de sacas, que seria suficiente para atender a cerca de três meses de consumo mundial.

Arroz sem alteração

A oferta mais ajustada à demanda, com um volume de estoque de passagem bem menor, a liberação de recursos para operações de formação de estoques públicos já no momento da colheita e preços internacionais estáveis e elevados, fazem crer que em 2010 os preços devem se estabelecer em patamares próximos aos que estão sendo observados em 2009.

Consumo mundial de soja vai aumentar

O Brasil, dos principais países produtores, é o único que tem possibilidade de aumentar significativamente a produção de soja, apesar dos entraves logísticos, infra-estrutura e produção sustentável que, no curto prazo, podem limitar este potencial. No que se refere à produção sustentável, a União Européia questionou, em período recente, o modo de
produção da soja brasileira, sob a alegação de práticas de desmatamento, o que estaria contribuindo para o aquecimento global. Esta posição vem exigindo esforços adicionais do país no campo comercial e diplomático, tanto no sentido de desconstruir esse discurso, quanto de formar um posicionamento pró-ativo a respeito do tema. Para a próxima safra, a oferta mundial deve aumentar em função das expectativas de boas safras nos três principais países produtores. As expectativas de aumento do consumo mundial, junto com a recomposição nos níveis dos estoques mundiais, devem mitigar os efeitos negativos nos preços. As cotações internacionais do grão devem situar-se em torno de US$ 354.3 t (base Chicago). A demanda interna por biodiesel tende a aumentar, em função da definição da política pública de busca de fontes alternativas de energia o que inclui o aumento gradual de biodiesel, onde a soja constitui-se a principal fonte. Gradualmente vai se desenhando um quadro de maior normalidade de oferta do crédito, indicando que o pior momento já passou.

*Thomaz A P Silva Meirelles – administrador, funcionário público federal, especialista na gestão da informação do agronegócio. E-mail: thomaz.meirelles@hotmail.com

VAZANTE PROVOCA AÇÃO IMEDIATA DO GOVERNO DO ESTADO

Manaus -  O Governo do Esgtado está seriamente preocupado com a situação crítica em que grande oparte dos municípios do Amazonas está passando em função da grande vazante. Os prefeitos estão agindo dentro de suas possibildiades, que são poucas, para tentar aliviar um pouco os problemas que são de toda a ordem Um estudo detalhado das áreas afetadas pela seca está em fase de finalização pelo goveno do Estado, para a abertura imediata de estradas vicinais destinadas a tirar do isolamento milhares de ribeirinhos atingidos pela estiagem.
O fenômeno natural afeta a navegação, compromete a ligação com as sedes municipais e o abastecimento de centenas de comunidades.
De acordo com o governador do estado, Eduardo Braga, que no sábado (28) visitou o município de Manaquiri, juntamente com o seu vice, Omar Aziz, o governo já está colocando em prática medidas emergências destinadas a prestar assistência aos ribeirinhos, que estão enfrentando dificuldades, e vai construir cisternas de grande porte para assegurar o abastecimento de água tratada.
"Hoje, diante da seca, temos a certeza de que as estradas vicinais são fundamentais para a sobrevivência, dignidade e retirada do povo do isolamento”, afirmou Braga.
Durante a visita, a comitiva inaugurou as obras do sistema viário do município, que exigiu o investimento de R$ 3,9 milhões por parte do governo na pavimentação de 18 quilômetros de ruas.

O governo também liberou, por meio da Agência de Fomento do Estado do Amazonas (AFEAM), linhas especiais de financiamentos para os produtores rurais, que receberam sementes e implementos agrícolas, distribuídos com o objetivo de reforçar e recuperar a agricultura familiar. (Agecom)

PT, PDT, PSB e movimentos sindicais querem a saída de Arruda do Governo do DF


Brasília - Os partidos de oposição ao governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM), devem recorrer à Justiça para exigir o afastamento dele, de seu vice-governador, Paulo Octávio (DEM), e do presidente da Câmara Legislativa, Leonardo Prudente (DEM-DF). Eles são acusados de comandar um esquema de corrupção envolvendo pagamento de propina no DF. O presidente do PT do Distrito Federal, Chico Vigilante, disse à Agência Brasil que marcou para amanhã (30), às 15 horas, reunião com os comandos do PSB, PDT e movimentos sindicais. A ideia é elaborar uma ação a ser enviada à Justiça para que consigam garantir que o presidente do Tribunal de Justiça do DF, Niveo Gonçalves, seja nomeado governador em decorrência das últimas acusações.
“Não há condições de o Distrito Federal ser comandado pelo atual governador, seu vice ou o presidente da Câmara. Todos estão sob suspeita e a situação piora a cada momento”, afirmou Vigilante. “A situação é tão grave que somos surpreendidos o tempo todo com notícias, isso gera uma insegurança sem igual”.
A iniciativa do PT do Distrito Federal segue orientação do presidente nacional do partido, deputado Ricardo Berzoini (SP). De acordo com Vigilante, Berzoini considerou as denúncias gravíssimas e determinou que o caso seja tratado com máxima urgência pelo partido. “O Berzoini telefona o tempo todo para saber dos desdobramentos. O PT considera o assunto o máximo de gravidade”.
Na sexta-feira (27), a Polícia Federal deflagrou a operação intitulada Caixa de Pandora e identificou um suposto e complexo esquema de corrupção envolvendo Arruda, Paulo Octávio, Prudente e parte da cúpula do governo do Distrito Federal. Pelas investigações, existiria um “mensalão” que arrecadou cerca de R$ 600 mil com empresas privadas, que seriam repassados para colaboradores.
As denúncias levaram Arruda a afastar oito de seus assessores diretos. Imagens gravadas pela Polícia Federal em DVD mostram o governador recebendo dinheiro das mãos do assessor Durval Barbosa – responsável pelas acusações e parte das informações repassadas aos policiais.
Desde de setembro deste ano, tramita no Superior Tribunal de Justiça (STJ) o processo de investigação sobre o suposto esquema de corrupção e distribuição de recursos. Porém, Vigilante afirmou que as denúncias são mais antigas e tiveram início na campanha do ex-governador e ex-senador Joaqum Roriz – hoje adversário de Arruda, mas no passado aliado. Agência Brasil

domingo, 29 de novembro de 2009

LULA EMOCIONADO ASSISTIU SUA CINEBIOGRAFIA

,
São  Bernardo do Campo SP -Terminou com aplausos da plateia na noite deste sábado (28) a sessão de pré-estreia de “Lula, o filho do Brasil”, que apresentou pela primeira vez o filme ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva em seu berço político, São Bernardo do Campo, no ABC. Na primeira fila, acompanhado da primeira-dama Dona Marisa Letícia, o presidente Lula se emocionou durante a exibição do longa, que mostra sua trajetória desde a infância pobre em Caetés (PE), a ascensão como líder sindicalista e a chegada à presidência da República.
A exibição aconteceu no Pavilhão de Exposições Vera Cruz. A sessão começou por volta das 20h30. Cerca de 2,6 mil pessoas lotaram o espaço.
Além do casal presidencial, participaram da sessão a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Roussef, o senador Aloizio Mercadante (PT-SP), o prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho (PT) e seu vice, Frank Aguiar.
Também compareceram os ministros do Planejamento, Paulo Bernardo, e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Anananias, além do ex-presidente do PT, José Genoino.
Antes de tomar seu lugar para assistir pela primeira vez à sua cinebiografia, Lula posou para fotografias com a equipe do filme, como a atriz Glória Pires, que interpreta Dona Lindu, a falecida mãe do presidente, Juliana Baroni, que faz o papel da Dona Marisa, e o diretor do longa, Fábio Barreto.
“Eu estou emocionado por mostrar esse filme para o presidente e para a comunidade”, disse o cineasta. Ele fez questão de lembrar que 90% da película foi filmada em São Bernardo.
Após a exibição, o presidente foi cumprimentado por muitas pessoas da plateia, que reunia também sindicalistas e autoridades políticas de São Bernardo. Ao término da sessão, Lula saiu sem falar com os jornalistas.(G-1)

ALE CRIA A SEMANA DA AGRICULTURA FAMILIAR



Manaus - A Assembleia Legislativa aprovou  projeto de lei de autoria da deputada Vera Lúcia Castelo Branco (PTB), que institui no âmbito do Estado do Amazonas a Semana de Incentivo à Agricultura Familiar. O objetivo é fortalecer e apoiar o desenvolvimento da agricultura familiar e suas formas associativas de produção, gestão e comercialização.
- É preciso incentivar a criação de políticas públicas para o fortalecimento da agricultura, viabilizar, profissionalizar e ofertar alternativas ao agricultor criando-se espaços para que eles possam discutir questões relacionadas com a agricultura e seu desenvolvimento, observou Vera Lúcia, acrescentando que as comemorações relativas à Semana da Agricultura Familiar passam a integrar o calendário oficial de eventos do Amazonas.
De acordo com o projeto aprovado em plenário, a Secretaria de Produção Rural deverá, três meses antes de acontecer a Semana da Agricultura, realizar uma reunião preparatória para definição de todo o evento. “É preciso valorizar essa atividade até em reconhecimento à contribuição da agricultura ao desenvolvimento do nosso Estado”, disse a deputada petebista, que defende a discussão de assuntos relacionados aos agricultores como uma forma de ampliação das ações de apoio às atividades agrícolas. Fonte: Diretoria de Comunicação

SEMCOM TERÁ ORÇAMENTO CHEIO PARA 2010

O ano que vem será atípioco. Estaremos com eleições nas ruas para deputados estaduais, federais, senadores, governadores e presidente da República, logo um ano de intensas propaganda e tudo para chamar a atenção do eleitor.
Nessa época, a publicidade institucional também é reforçada, com os governos tentando mostrar para o povo obras e realizaçõe,mas deverão ter o cuidado nec essário para não dar nenhum,a conotaçãso política eleitoral nas peças publicitárias, a fim de que não fique caracterizado crime eleitoral.
Fizemos esta introdução para anunciar que do do orçamento anual de R$ 11 milhões, a Semcom, Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Manaus, deve gastar este ano em publicidade R$ 7,2 milhões. Esse valor pode dobrar até dezembro, dependendo do crescimento da receita do município. Ano passado, o gasto da Semcom com publicidade passou dos R$ 17 milhões.
Uma licitação está marcada para o próximo mês e dela devem participar as três empresas que dominam o mercado e ganham muito com pouco esforço. Só para intermediar impressos entre a prefeitura e uma gráfica, por exemplo, Saga Tape e Ohana embolsam mais de 16% do valor contratado. Nos anúncios nos meios de comunicação levam 20%.
O Edital, que está sendo concluído, pretende corrigir essa distorção e premiar a agência que oferecer o menor preço.
Esse caminho, que parece correto, não elimina os vícios que estão na ponta do processo. O conluio entre empresas de comunicação, o poder público e as agências de publicidade.
Mesmo com a chamada transparência adotada pelo ex-prefeito de Manaus, Serafim Correa, nunca foi disponibilizado no site da prefeitura quanto cada jornal, rádio e TV recebiam mensalmente da prefeitura, via agências.
,

Belão confirma edital e novas inaugurações na ALE

Manaus - Até o dia 15 de dezembro próximo a Assembleia Legislativa irá divulgar o edital que norteará o concurso público a ser realizado brevemente para preenchimento de 100 vagas no quadro funcional, segundo anunciou o presidente Belarmino Lins (PMDB).

Ele também anunciou a inauguração do Centro de Convivência do Servidor, da garagem dos veículos da Casa, da ampliação do estacionamento e das novas instalações da Escola do Legislativo Senador José Lindoso para o próximo dia 23. Antes de ser divulgado, o edital será mostrado a todos os deputados para uma avaliação final para evitar erros quanto ao seu conteúdo e as regras estabelecidas para o concurso público. Belarmino disse, ainda, que está pronto o projeto de rearborização das dependências externas do prédio da Assembleia Legislativa, com a finalidade de repor as árvores que foram retiradas para dar lugar ao prédio da Assembleia Legislativa e as novas obras que serão inauguradas no próximo mês, conforme as normas do Ibama, Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam).( Fonte: Diretoria de Comunicação)

FIAM TERNMINA HOJE E NEGÓCIOS SUPERAM US$ 14 MILHÕES



Manaus - Termina hoje a V Feira Internacional da Amazôni (Fiam), promovida pela Superintendência da Zona F|ranca de Manaus (Suframa) e a rodada de negpciações  gira em torno de US$ 14 milhões este ano em fechamento de transações comerciais, durante os dois dias do evento. A afirmativa é do coordenador da Feira, Jorge Vasques. Na edição de 2008, foram fechados cerca de US$ 11 milhões em negócios.
Conforme Vasques, os números são aumentados após o fechamento do negócio, pois quando o empreendedor cumpre o seu compromisso e o comprador percebe que o produto tem qualidade, gera a possibilidade de negócios futuros. "Essas comercializações vão se multiplicando", afirmou.
Durante os dois dias (26 e 27), empresas da Amazônia brasileira ofereceram produtos na área de artesanato, cosméticos, fitoterápicos, alimentos e bebidas, todos eles fabricados com matéria prima regional da região.
Os países compradores deste ano foram Estados Unidos, Venezuela, Colômbia, Canadá, Costa Rica, México, Alemanha e Espanha. Dos Estados brasileiros, estiveram presentes o Rio de Janeiro, São Paulo, Maranhão, Pará, Minas Gerais e Paraná.
O coordenador lembrou que a Rodada é realizada por meio de parceria entre a Supertintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).
A Feira Internacional da Amazônia acontece hoje (28) - das 15h às 22h - e amanhã (29) - de 15h às 20h, no Studio 5. O evento tem programação cultural gratuita para o público que visitar os três pavilhões da Fiam.(Suframa)

sábado, 28 de novembro de 2009

OFERTA DE CRÉDITOS DE CARBONO É MENOR QUE A DEMANDA



São Paulo - A redução de emissão de gases causadores de efeito estufa virou oportunidade de negócio após o estabelecimento de um mercado de créditos de carbono. O Brasil, por ser um país em desenvolvimento, não assumiu metas de redução de emissões de gases do efeito estufa pelo Protocolo de Kyoto. Por isso, suas reduções podem ser convertidas em créditos para serem vendidos.
Fumaça sai de chaminé de usina termoelétrica na China: troca de combustíveis para geração de energia está entre principais formas de geração de créditos de carbono.

Saiba mais

Cálculo da meta brasileira de corte de gases-estufa ainda não é público Anúncio chinês de corte de CO2 é surpreendente, diz criador do termo Bric Meta chinesa de redução de emissões é bem recebida FAO alerta para consequências da mudança climática no Pacífico Senado aprova projeto que torna lei meta de redução de gases do efeito estufa Presidente tcheco diz ser 100% contra acordo sobre aquecimento global Fundo dos países em desenvolvimento para o clima 'pode não ter sido pago' Terra suporta cada vez menos o impacto ecológico do homem, diz estudo Mudanças climáticas podem causar perdas de R$ 3,6 trilhões ao país
“Os maiores potenciais mundiais [para geração de créditos] são China, Índia, Brasil e México”, aponta Julio Tocalino, diretor-executivo do Brazilian Carbon Bureau, que auxilia empresas brasileiras a medirem o quanto emitem e a encontrarem formas de redução de emissões.
Segundo Tocalino, o Brasil ainda tem muito espaço para novos projetos. “Se você disser que tem projeto para 1 bilhão de libras, consigo os investidores para isso”, diz. “É um mercado muito novo. Faltam especialistas na área que gerem mais credibilidade.”
“A demanda é muito maior que a oferta”, concorda Flavio Santos, sócio-diretor da BioFinance, outra consultoria que atua neste mercado que, segundo ele, já movimenta mais de US$ 1 bilhão ao ano no mundo.

Como funciona o comércio de créditos de carbono?

Empresas e governos de países desenvolvidos que se comprometeram a reduzir suas emissões, em vez de tomar medidas para efetivamente diminuí-las, podem comprar créditos de países em desenvolvimento para compensar o que tem emitido.
Assim, uma fábrica no Brasil, por exemplo, pode mudar sua forma de produção para emitir menos carbono e vender a diferença a um emissor interessado. O processo tem que ser auditado para garantir que a redução ocorreu.
Como padrão, considera-se que um crédito equivale a uma tonelada de gás carbônico (CO2). “Hoje está em cerca de 17 euros a tonelada. Mas já chegou a 24 euros”, diz Tocalino. “Há táxis em Londres que compensam suas emissões com créditos do Brasil”, exemplifica.
O mercado surgiu a partir do Protocolo de Kyoto, quando o Japão e os países da Europa Ocidental se comprometeram a diminuir a quantidade de gases de efeito estufa que emitem. “As empresas desses países podem comprar até 10% do que deveriam reduzir em créditos de carbono”, explica Santos.(G-1 - Amazônia)











,

ADAIL SOFRE NOVO REVÉS NO STJ

Brasilia - O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou o pedido de liberdade de Adail Pinheiro (foto) Os ministrosalegaram que a prisão do ex-prefeito de Coari tem fundamento legal. A decisão foi determinada por três votos a dois. Os votos favoráveis a prisão preventiva foram os do relator do processo, ministro Napoleão Maia Filha, dos ministros Félix Ficher e Arnaldo Lima. Os ministros Jorge Mussi e Lauritaliberade de Adail.
A decisão foi emitida na quinta-feira (26) pelo STJ.


 O relator do processo considerou que a prisão preventiva é necessária para a manutenção da ordem pública.
“Além de comprovada a materialidade do delito e de indícios suficientes de autoria, extraídos de ampla investigação feita pela Polícia Federal, o decreto de prisão cautelar fundou-se, primordialmente, na necessidade de preservação da ordem pública, em vista da gravidade concreta dos delitos praticados, que visavam inclusive a menores de tenra idade (12 anos)”, diz o relatório.

Prisão

Adail Pinheiro foi preso pela Polícia Federal no Amazonas (PF) no dia 14 de setembro por determinação da juíza Ana Paula Braga. Ele foi preso por não ter informado à Justiça a mudança de endereço domiciliar para a capital.
Ele ficou preso preventivamente 63 dias em Manaus e passou os primeiros quatro dias em uma cela do Instituto Penal Antônio Trindade (IPAT). Depois foi transferido para um alojamento do Complexo de Policiamento Especial da Polícia Militar, na zona Centro-Oeste de Manaus.
O Ministério Público pediu a transferência de Adail para um Presídio Federal em Campo Grande (MS), mas ele foi transferido para um presídio no município de Coari (a 368 quilômetros de Manaus).
Adail Pinheiro junto com Adriano Salan e Maria Lândia, são acusados de exploração sexual infanto-juvenil e favorecimento à prostituição. De acordo com a denúncia, Adriano Salan e Maria Lândia agenciavam meninas para fazer programas sexuais com o ex-prefeito.

A DESCULPA ESFARRAPADA DE DORIVAL JUNIOR



Texto: Jorn. Osny Araújo
Toda a nação vascaína reconhece o grande trabalho realizado pelo então quase desconhecido técnico Dorival Junior, (foto),levando do Club de Regatas Vasco da Gama à elite do futebol brasileiro e de quebra conquistar o brasileirão da séria B, o que ocorreu através de uma brilhante campanha do Gigante da Colina.

Profissional sereno, competente, educado e dono de um bom, discurso nas entrevistas, sempre falou bem e com respeito do Clube, da sua direção, do companheirismo existente na Colina e da transparência de como as coisas era tratadas pela diretoria,da diretoria do Clube, dando a entender que gostaria de continuar o trabalho que iniciou há um ano atrás, mas logo, o discurso começou a mudar, em função dos muitos convites que lhe chegavam diariamente, em função da vitrine na qual foi exposto e isso, certamente começou a fazer a cabeça do educado e competente treinador, pensar diferente.

Muito especulado, o técnico após as conquistas para o Vasco, começou ele própria a especular a sua própria saída de São Januário, como finalmente aconteceu. Dorival se despede hoje do Vasco no jogo contra o Ipatinga, em Minas Gerais e já deve estar com as malas prontas para desembargar no porto do Grêmio, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul.

Entendo ser esse um direito do técnico Dorival Junior em querer mudar de clube. Alias cada um, em qualquer profissão tem o direito de procurar melhorias, o que não é correto é fazer demagogia para tentar enganar uma torcida feliz e que nos campos fazia o côro de “fica Dorival, fica Dorival”.

Não é segredo para ninguém que acompanha o futebol nacional, que o técnico do Vasco foi um dos mais bem pagos no futebol brasileiro, recebendo mensalmente, salvo engano, cerca de R$ 280 mil por mês e com o prêmio pelo sucesso do clube na série B, segundo colunistas esportivos cariocas, faturou este ano cera de R$ 4,5 milhão, o que não deixa de ser em ganho espetacular.

É bom lembrar, que o Vasco, um clube cheio de dívidas deixadas pelo ex-presidente, que me recuso a escrever o nome, honrou os seus compromissos, e ainda assim, perdeu o treinador que para justificar a sua posição, procurou uma desculpa das mais esfarrapadas para explicar a sua saída.

Como o presidente Roberto Dinamite honrou todos os compromissos assumidos pelo clube com o técnico, Dorival Junior para provocar a sua saída do clube de maneira elegante, começou a dizer para os jornalistas, que o menos interessante para ele era a questão financeira e sim, condições de trabalho para tornar o time muito competitivo na séria A.

O técnico passou a exigir a com contratação de craques de renome no mundo da bola, de Centro de Treinamento, mesmo sabendo que o clube foi obrigado a deixar o CT da Barra e tantas outras exigências, com a plena consciência de que o Vasco, hoje ainda um clube sem muitos recursos financeiros, não poderia arcar. Achamos a idéia interessante, só que o treinador tinha consciência de que o Vasco não poderia assumir tamanha responsabilidade.

Para culminar com o que a grande torcida vascaína já esperava após os muitos dias de indefinições sobre a permanência ou não do técnico, finalmente vem à notícia que alias, a torcida já esperava. O Dorival Junior não será técnico do Vasco em 2010, com o clube, demonstrando a sua própria grandeza, agradecendo ao bom trabalho desenvolvido pelo técnico no Vasco e desejando boa sorte no futuro clube que irá dirigir no futebol brasileiro ou no exterior.

Para ficar de bem com a torcida desse grande clube brasileiro, Dorival Junior procurou uma boa desculpa para justificar o seu abandono a Nau Cruzmaltina e encontrou uma das mais esfarrapadas possíveis.

Disse ele que no dia em que tomou a decisão de deixar o Vasco, acordou com essa intuição e tentou explicar. Estava tudo bem, mas de umas dias para cá, aconteceram muitas coisas que o desagradaram, como por exemplo, o vazamento das coisas que aconteciam no Vasco e esse acha que foi o maior motivo para a tomada de decisão.

Explicou também, que a cobrança será muito maior que foi na serie B. O que ele esqueceu é da sua competência como treinador e das contratações, mesmo não sendo de nomes de Seleção Brasileira que o Vasco fará para fortalecer o time para o ano de 2010.

Quer saber Dorival Junior, ninguém é insubstituível. Outro bom treinador aportará em São Januário. Obrigado pelo trabalho desenvolvido no Vascão, boa sorte no seu nome clube. Por aqui, pelo Vasco foi bom enquanto durou, mas a vida continua e tenha a certeza absoluta, o Vasco da Gama continua e continuará sendo grande, aliás, muito grande, como sempre foi e escrevendo a sua gloriosa história de um dos maiores clubes do futebol sul-americano. Da-lhe Vascaaaaaoooo, porque o sentimento não pode parar.

Governo divulga foto de Obama saudando 'penetras' na Casa Branca

,
Washington - O casal de "penetras" que invadiu um jantar na Casa Branca chegou a cumprimentar o presidente dos EUA, Barack Obama, durante a recepção protocolar prévia ao evento oferecido na terça-feira ao primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh. Uma foto divulgada pela Casa Branca na noite desta sexta (27) "prova" que o encontro ocorreu.
Michaele e Tareq Salahi são figuras frequentes em coquetéis e recepções da alta sociedade americana. A imagem mostra uma sorridente Michaele cumprimentando Obama, com Tareq aguardando sua vez.
Durante o jantar, o casal tirou fotos com o vice-presidente americano, Joe Biden, o próximo chefe de Gabinete da Casa Branca, Rahm Emanuel, e outros convidados. Eles postaram algumas das imagens em seu perfil no site de relacionamentos Facebook.
Os serviços secretos dos EUA asseguraram que Obama não correu perigo, já que os invasores se submeteram ao mesmo controle de armas e detectores de metais pelo qual passaram os mais de 300 convidados.
O jornal "Washington Post" foi o primeiro a noticiar a história. Segundo o diário, os Salahis moram no estado da Virgínia e são conhecidos na cena country do país. Eles estariam sendo cotados para participar de um reality show. O serviço secreto americano soube da entrada do casal na quarta-feira.(G-1)

Foto divulgada pela Casa Branca nesta sexta-feira (27) mostra o presidente dos EUA, Barack Obama, cumprimentando a 'penetra' Michaele Salahi durante jantar na residência oficial. (Foto: AP)

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

TRANSCRIÇÃO MOSTRA O GOVERNADOR ARRUDA DO DF EM NEGOCIATA



Brasilia - Inquérito do Superior Tribunal de Justiça (STJ) divulgado nesta sexta-feira (27) relata transcrições de gravações feitas com autorização judicial em que o ex-secretário de Relações Institucionais do Governo do Distrito Federal Durval Barbosa e o governador José Roberto Arruda (DEM), (foto em primeiro plano) tratam da suposta divisão de dinheiro entre membros do primeiro escalão do governo. O vice-governador, Paulo Octávio, também é citado nas transcrições.

Veja a íntegra do inquérito

As gravações fazem parte de investigações da Polícia Federal, que realizou nesta sexta-feira (26) operação de busca e apreensão na residência oficial do governador, em gabinetes de deputados da Câmara Legislativa do DF e em empresas.
A Polícia Federal usou 150 agentes na operação. Foram apreendidos R$ 700 mil em dinheiro, além de US$ 30 mil e 5 mil euros durante as buscas realizadas em Brasília, Goiânia e Belo Horizonte.
Hoje, hoje tem isso aí pra você fazer o que cê quiser, pagar a missão. Agora, se for no... no... na coisa normal, no dia a dia, no comum, cê teria hoje quatrocentos disponível. Pra entregar a quem você quisesse. "
À tarde, Arruda exonerou cinco funcionários do primeiro escalão supostamente envolvidos no caso. Além do secretário de Relações Institucionais, Durval Barbosa, que denunciou o suposto esquema, o chefe da Casa Civil, José Geraldo Maciel, o secretário de Educação, José Luiz Valente, o chefe de gabinete de Arruda, Fábio Simão, e o assessor de imprensa do governador, Omézio Pontes, perderam os cargos. O governador passou o dia sem se pronunciar sobre o caso.
Na transcrição do diálogo presente no inquérito do STJ obtido pelo G1, Durval Barbosa, que delatou o suposto esquema em troca dos benefícios da delação premiada, e o governador discutem a divisão de valores entre membros do governo e citam empresas que supostamente seriam responsáveis pelo repasse do dinheiro. O diálogo, segundo o documento, aconteceu há pouco mais de um mês, em 21 de outubro 2009.
Veja trechos do diálogo
Arruda: Tudo bom, Durval?

Saiba mais

PF investiga suposto repasse de dinheiro a aliados do governador do DF Governo do DF diz não saber motivo de operação da Polícia Federal PF faz operação na residência oficial do governador do DF PF cumpre mandados de busca e apreensão na Câmara Legislativa do DF
Durval: Mais ou menos, né? Vamos olhar isso aqui primeiro? Isso aqui é o seguinte: isso aí foi do ???. Eu até perguntei pro Maciel se ele tinha alguma... Alguma soma, pra isso aí. Aí ele falou: Não, ele prefere conversar com você. Aí o que que aconteceu, o Gilberto foi doze, tirando os impostos, ficou novecentos e quarenta e oito. Aí antecipou a você. O Paulo... O Paulo Octávio [vice-governador do DF mandou pagar cinquenta ao Giffone [Roberto Giffoni, corregedor-geral do DF] e cento e vinte ao Ricardo Pena [secretário de planejamento do DF]. Aí, o Toledo resolveu o caso desses... Do meninos aí, que eu acho que é louvável, que é o Miquiles e o Nonô, tá?
Arruda: Quem?

Governador mudou sede para 'descentralizar' administração

Durval : Miquiles e Nonô. Miquiles cê sabe quem é. Nonô é o... foi o diretor lá. Que... Situação de penúria. Aí ficou, é... seiscentos e vinte e oito. Seiscentos e vinte e oito, aí soma esses totais aí que chegaram, ta faltando chegar cem da Vertax, é... E ta faltando chegar... Aí o Gilberto ta faltando chegar, que dá um pouco. Aí vem o Re... A questão do conhecimento, do reconhecimento, dá uns nove, aproximadamente nove. Aí, vai uns setecentos e cinqüenta, oitocentos, por aí.
Foi pago quinze bruto. Quinze... Quinze tudo. Quinze, quinze, quinze. Quinze. Do Gilberto foi pago doze. Cê multiplica aí por vinte ponto vinte e seis. O dele é maior um pouquinho, que é cinco a mais. É ponto vinte e seis, ponto cinco, dá novecentos e quarenta e oito."
Arruda: Hoje tem disponível isso aqui?
Durval: Hoje, hoje tem isso aí pra você fazer o que cê quiser, pagar a missão. Agora, se for no... no... na coisa normal, no dia a dia, no comum, cê teria hoje quatrocentos disponível. Pra entregar a quem você quisesse.
Arruda: Ótimo
Durval: Tá? Mas se você tiver outra missão... Você fez muito acordo e eu não... Eu falei com o Maciel o seguinte, eu falei: Olha Maciel, tem que olhar o seguinte: ele fez muito acordo nesses negócios (???) política. Então, tem que perguntar pra ele, pra gente não antecipar as coisas. Aí, quando veio esse negócio do Paulo Octávio, eu falei Puta! Já sacaneou de novo. Entendeu?
Arruda: É.
Deixa eu te perguntar, nesse valor aqui de nove, novecentos... novecentos e noventa e quatro, você já pegou sua parte?
Durval: Mas se tiver de reclamar com você, e não fala pro Paulo Octávio pra primeiro te perguntar.
Arruda: Ah é. Mas tô querendo (???) seguir as ordens do Paulo. Primeiro, fala comigo.

Entenda como são feitas as escutas ambientais

Arruda: Deixa eu te perguntar, nesse valor aqui de nove, novecentos... novecentos e noventa e quatro, você já pegou sua parte?
Durval: É foda! É encantamento. Encantamento é uma desgraça.
Arruda: É. Deixa eu te perguntar uma coisa, é... somando as quatro daqui, quanto foi pago?
Durval: Foi pago quinze bruto. Quinze... Quinze tudo. Quinze, quinze, quinze. Quinze. Do Gilberto foi pago doze. Cê multiplica aí por vinte ponto vinte e seis. O dele é maior um pouquinho, que é cinco a mais. É ponto vinte e seis, ponto cinco, dá novecentos e quarenta e oito. Aí ele tá, tá bancando. E... esse da Infoeducacional, olha aí como é que foi. Foi sessenta pro valente, tá? Porque ele deu integral, não descontou nada. Só veio pro Valente. Deu sessenta pro Valente, sessenta pro Gibrail, mais o Fábio Simão, que são os donos lá da área financeira, né? E não pode... e não tem jeito. Aí, fico.... sobrou um sete oito.
Arruda: Deixa eu te perguntar, nesse valor aqui de nove, novecentos... novecentos e noventa e quatro, você já pegou sua parte?
Durval: Não, eu... Eu só pego quando cê acerta. Só pra pagar advogado.
Arruda: Não. Mas tem que pegar a sua parte, ué. Nós pagamos é...

Vazamento

Os autos do inquérito indicam que houve vazamento de informação enquanto corria o prazo judicial para que a Polícia Federal efetuasse as diligências sigilosas da Operação Pandora. O governador, segundo o Ministério Público, sabia da existência do inquérito tendo conhecimento, inclusive, das razões que motivaram a abertura de investigações. A defesa de Arruda enviou pedido ao STJ para ter acesso aos autos antes da operação de busca e apreensão da PF, deflagrada nesta sexta.
“Em autos que correm em segredo de Justiça, determinando excepcionalmente por Vossa Excelência no interesse da persecução penal, estranha-se que o requerente tenha identificado o número do inquérito em epígrafe e tido acesso ao conteúdo da investigação a ponto de manifestar interesse em ter acesso direto aos autos”, diz trecho do documento enviado pelo Ministério Público Federal ao ministro do STJ Fernando Gonçalves, que preside o inquérito.
O ministro Fernando Gonçalves negou acesso de Arruda aos autos do processo, até o fim do prazo de diligências da PF.(G-1)

V FIAM tem 300 estandes

Manaus - Os mais de 300 estandes da Feira Internacional da Amazônia (Fiam 2009), promovida pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) estão abertos ao público desde às 15 horas de hoje (27). Todas as novidades e lançamentos das indústrias do Polo Industrial de Manaus (PIM), estão representados na feira, além de produtos regionais, de estados da Amazônia ocidental e de países como Chile, Venezuela, Colômbia, Equador, Peru, Suriname.
O pavilhão da Amazônia foi aberto ontem à noite e está disponível ao público até domingo na área externa do Studio 5.
 O espaço climatizado de mil metros quadrados é uma vitrene destinada à exposição e comercialização de produtos da região, é encontrado uma grande variedade, desde a futoterápicos, fitocosméticos, calçados, bolsas, artesanato e outros.

PRESIDENTES DOS PAÍSES AMAZÔNICOS DISCUTIRAM O CLIMA EM MANAUS

Manaus- A reunião da cúpula de presidentes amazônicos teve a presença de representantes de sete países da região, convidados pelo presidente Luís Inácio Lula da Silva, Lula. O presidente da Guiana Francesa foi o único a comparecer ao evento, além do presidente da França Nicolas Sarkozy.A reunião aconteceu, ontem (26), com o objetivo de formular uma posição conjunta a ser apresentada no encontro em Copenhagen, na Dinamarca, durante o evento da Cop15. Mesmo com a ausência dos demaispresidentes,Lula mostrou-se otimista com a união da Amazônia para combater o aquecimento global.

- Eu penso que o documento que assinamos hoje, dito inclusive pelos ministros que participaram, tem a mesma validade se tivesse presente todos os presidentes-, disse o presidente Lula.
O documento pede que os países desenvolvidos reduzam as emissões de gases poluentes, como o CO2, de acordo com suas responsabilidades históricas e índices de poluição.
O presidente Sarkozy, da França, especialmente convidado para participar do evento, parece tger encampado os coinstantes discurtsos proferidos mundo à fora pelo governador do Amazonas Eduardo Braga e  falou sobre a importância de países ricos ajudarem os que ainda estão em desenvolvimento para as questões ambientais.






,

CPI da Petrobras: Relatório poderá produzir regras para flexibilizar licitações


Brasília - Depois de cinco meses e muita troca de acusações de blindagem governista, pela oposição, e de instrumento para uso político, pela base aliada, a CPI da Petrobras do Senado terá as atividades encerradas até o dia 10 de dezembro. O presidente da comissão, João Pedro (PT-AM), disse à Agência Brasil que o relator Romero Jucá (PMDB-RR) apresentará em seu parecer a proposta de elaboração de um projeto de lei que torne claras as regras para que a Petrobras possa realizar contratos fora das exigências estabelecidas na Lei de Licitações (8.666) para o setor público.
Antes de apresentar formalmente o relatório, na reunião da CPI que ainda será marcada, Jucá encaminhará o documento aos membros do colegiado para que sejam feitas possíveis propostas de alterações.
Junto com a mudança contábil realizada pela estatal no cálculo do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) no exercício do ano fiscal de 2008, os contratos diferenciados da Petrobras foram os principais alvos dos requerimentos apresentados pelo PSDB e Democratas (DEM). João Pedro destacou a necessidade de uma nova legislação para definir essas regras uma vez que o Tribunal de Contas da União (TCU), o Executivo e a Petrobras divergem sobre a mesma lei.
O presidente da CPI explicou que a Petrobras baseia-se no Decreto Presidencial 1247, baixado por Fernando Henrique Cardoso em 1998, que dá competência à estatal para realizar contratos sem as exigências da Lei 8.666. “Temos que superar essas diferentes interpretações por parte do TCU e da Petrobras e, por isso, se justifica um aperfeiçoamento da lei”, disse o petista.
Já a oposição, decidiu no final de julho abandonar os trabalhos da comissão depois de ter uma série de requerimentos de convocação e de quebra de sigilos rejeitados pela maioria governista. Nesta semana, o vice-líder do PSDB e autor do requerimento de criação da CPI, Álvaro Dias (PR), entregou ao Ministério Público 18 representações para que sejam aprofundadas as investigações de supostas irregularidades praticadas pela Petrobras. Fonte: Agência Brasil -

QUEIMANDO DINHEIRO PÚBLICO


Manaus - A falta de respeito com o cidadão e com os gastos públicos, parece mesmo ser uma constante nesta cidade de Manaus, onde as coisas acontecem de maneira irresponsável, certamente por falta de um melhor planejamento, para a certeza de que a obra está sendo realizada com acertos e para evitar gastos desnecessário.

Na avenida Bartholomeu Bueno, no conjunto de média alta D. Pedro II, semana passada ou no início desta, a empresa Águas do Amazonas abriu uma vala de aproximadamente 500 metros para colocar uma tubulação.

Feito o serviço, três dias depois da sujeira que a empresa fez e nem ao menos limpou a rua, deixando essa tarefa para os moradores, resolveu remendar o asfalto, de maneira grosseira, mas de qualquer forma recuperaram ao rua.

Para surpresa dos moradores, ontem a tarde, chegou um trator ao local e pasmem: No local asfaltado abriram um novo buraco para a colocação de manilhas, sem  a empresa se importar bem-estar da população e com o dinheiro público, cuja receita da prefeitura através dos impostos é gerado com o pagamento dos impostos e tributos feitos pela sociedade.

De vez em quando leio nos jornais ações movidas pelo Ministério Público sobre desmandos administrativos e gastos abusivos. Não sei se é o caso, mas bem que a empresa Águas do Amazonas, uma das campeãs de reclamação junto ao Procom, seja questionada. Está feito o registro de mais este absurdo.

LULA SOBRE CLIMA: "A GENTE FALA MENOS E FAZ MAIS"



Manaus - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (foto inaugurando o gasoduto) disse  em Manaus, que a meta de redução de gases causadores do efeito estufa que o Brasil levará à Conferência do Clima das Nações Unidas mostra a americanos e europeus que, no país, "a gente fala menos e faz mais".
A cúpula será realizada em Copenhague, Dinamarca, entre 7 e 18 de dezembro. O presidente participou da inauguração do gasoduto Urucu-Coari-Manaus. Ele defendeu a necessidade de substituição do óleo diesel pelo gás natural na indústria e afirmou que a iniciativa não se deve ao interesse pessoal de empresários, mas que é interesse "estratégico" do Estado brasileiro.
- Acabamos de fazer uma proposta que vamos levar a Copenhague. Vamos assumir o compromisso de diminuir as emissões de gases do efeito estufa entre 36,1% e 38,9%. Queremos mostrar para nossos amigos americanos e europeus que aqui no Brasil a gente fala menos e faz mais", disse.

ASSIS MOURÃO LANÇA LIVRO NA FIAM

Manaus - O lançamento do livro “Contabilidade Social”, de Francisco de Assis Mourão, acontece amanhã (27), durante a Feira Internacional da Amazônia (Fiam), às 18h30, na tenda externa do Stúdio 5 – Stand Valer. A obra é resultado de mais de 20 anos de experiência do autor, economista e professor que vem lecionando a disciplina Contabilidade Social ou Nacional, no Departamento de Economia e Análise, órgão pertencente à Faculdade de Estudos Sociais da Universidade Federal do Amazonas.

Programação

"O livro também é resultado do aperfeiçoamento das aulas ministradas a cada semestre, permitindo a construção de uma metodologia científica que pode se traduzir numa ferramenta prática para uma correta interpretação das estatísticas do Produto Interno Bruto (PIB), usualmente divulgadas pelo IBGE", explica o autor.
A obra pretende ainda oferecer um método do tipo “passo-a-passo” aos profissionais que trabalham no setor governamental ou que prestem serviços na área macroeconômica, uma vez que encontram uma espécie de “decodificação” da metodologia do IBGE, lançada a partir de 1997, substituindo a antiga formatação instituída pela FGV – Fundação Getúlio Vargas, a primeira organização credenciada pela ONU ao levantamento dos agregados nacionais.
Um dos conceitos explorados no livro foi aplicado com sucesso pelo autor em estudo macrorregional no município de Coari, o que resultou em aumento dos níveis de repasse do ICMS Estadual, contribuindo para a melhoria da interiorização dos investimentos públicos no Estado do Amazonas.
Este livro disponibiliza aos acadêmicos de Economia, Contabilidade e Administração um roteiro metodológico simples, enfatizando a conceituação teórica que serve de base ao estudo da macroeconomia.

MANAUS TERÁ MATRIZ ENERGÉTICA ALTERADA



Manaus - Durante o discurso de inauguração do gasoduto Coari-Manaus, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, chamou a atenção dos seus “companheiros” da Eletrobrás e Petrobras, para o prazo dado até setembro para a completa conversão da matriz energética de Manaus que sairá do diesel para o gás. “Eu quero deixar claro, aqui aos meus queridos companheiros da Petrobras e Eletrobrás, que não venha no dia 1º de outubro dizer que não deu para fazer a mudança, porque vai ter que mudar de óleo combustível para o gás até setembro” afirmou Lula.
Atualmente nenhuma das usinas térmicas de Manaus está prepara para a utilização do gás.
O presidente da Petrobrás, Sergio Gabrielli, disse que o cronograma de conversão da matriz energética de Manaus do diesel para o gás que vem da província petrolífera de Urucu, no município de Coari, está dentro do programado, salientando ainda que existem contratos com as empresas geradoras de energia elétrica que prevêem punições severas em caso de atraso.
Com a transformação da matriz energética da capital, com a chegada do gás também a várias algumas unidades do interior e o consumo do gás pela frota de veículos automotores, pelos cálculos estimados, o Amazonas deixará e emitir anualmente 1,2 milhão de toneladas de CO2 na atmosfera.

LULA QUER INAUGURAR PONTE E GARANTE BR-319



Manaus - Ao passar mais uma vez por Manaus onde inaugurou o gasoduto Coari Manaus e participou de uma reunião sobre clima, com a participação de presidentes de países da América do Sul e a participação especial da França, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, disse que espera voltar a capital amazonense no próximo ano para novas inaugurações, situando aí, a ponte sobre o Rio Negro, que deverá ficar concluída em outubro. Outra boa notícia foi à reiteração da promessa do presidente Lula da integral recuperação da rodovia BR-319, a Manaus Velho, voltando a integrar Manaus e o Amazonas ao eixo-rodoviário Nacional, a única capital brasileira fora desse contexto.
Apesar do esforço do ministro dos Transporte4s Alfredo Nascimento e do governador Eduardo Braga para que as obras de recuperação da BR-319 tenham andamento normal, vários impasse vem sendo criado pelos órgãos ambientalistas, especialmente pelo ministro-ambientalista Carlos Minc, que a exemplo da sua ant4ecessora, a também ambientalista senadora acreana Mariana Silva, são contrários à recuperação da rodovia e conseqüentemente da integração do Amazonas ao ex-rodoviário, até porque, o Estado da ex-ministra, o Acre, está perfeitamente integrando ao sistema rodoviário nacional.
A posição do presidente Lula, mais uma vez em favor da recuperação da rodovia, deixa esta parte do Brasil esperançosa de que realmente a coisa aconteça e a obra possa ser tocada com maior dinamismo e sem empecilhos, para que essa importante via de integração regional possa voltar a funcionar normalmente, como já ocorreu no passado.

UEA prorroga inscrições para Mestrado em Biotecnologia

Manaus - A Universidade do Estado do Amazonas progou, até o dia 8 de janeiro, as inscrições para o Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia e Recursos Naturais da Amazônia. No total estão sendo oferecidas 20 vagas para o mestrado, distribuídas nas Linhas de Pesquisa: Bioindicadores e Diversidade Ambiental; Etnoconhecimento e Bioprospecção e, Uso Sustentável da Biodiversidade. O Programa, em Manaus, já conta com uma equipe de pesquisadores que vem desenvolvendo 10 grandes projetos de pesquisa, financiados pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) ou pela Fundação de Amparo à Pesquisa no Estado do Amazonas (Fapeam). Atualmente, o Programa tem 54 alunos matriculados no curso de Mestrado, desenvolvendo estudos nas linhas de pesquisa de Bioindicadores e Diversidade Ambiental; Etnoconhecimento e bioprospecção; e Uso sustentável da biodiversidade.
O programa já titulou 42 mestres. Entre eles, dois já concluíram o doutorado: Wilson Castro Silva, na Universidade de Caxias do Sul – Instituto de Biotecnologia, e Francisco Cleber Felix Barros, pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Outros seis alunos egressos estão cursando o doutorado: Thiago Ferreira de Araújo, na Universidade de São Paulo (USP), Zelina Estevam Torres, na Universidade Federal do Ceará e Cynara da Cruz Carmo, Anilton de Souza Filho, Carlos Cleomir Pinheiro e Helio Leonardo Brandão, na Universidade Federal do Amazonas. Naimy Farias de Castro e José Maria Cesário estão cursando doutorado interinstitucional em Desenvolvimento Sustentável, oferecido pela UEA em parceria com a Universidade de Brasília (UnB).
Quatro alunos egressos do programa foram contratados pelo Centro de Biotecnologia do Amazonas (CBA): Angela Alves da Silva, Laura Cristina de Oliveira, Raimundo Carlos Pereira Junior e Karol de Souza Barbosa. E outros quatro foram contratados pela UEA: Francisca da Silva Ferreira, professora e coordenadora do curso de Licenciatura em Biologia, da Escola Norma Superior; Naimy Farias de Castro, professora e Coordenadora do Curso de Biologia, no Centro de Estudo Superiores de Parintins; Cynara da Crua do Carmo, professora do Centro de Estudo Superiores de Parintins e Wilson Castro Silva, professor/pesquisador no Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia da UEA.(Agecom)

AMAZONINO É VICE DE ENTIDADE INTERNACIONAL


Manaus - Depois de ser indicado pela organização Cidades e Governos Locais Unidos (CGLU) para representar os prefeitos da América Latina e Caribe, na delegação de governos locais da COP 15, o prefeito Amazonino Mendes , (foto), foi eleito, na noite da última quarta-feira (25), um dos seis vice-presidentes da Federação Latino-Americana de Cidades Municípios e Associações de Governos Locais (Flacma), entidade que reúne cidades, municípios, associações nacionais de governos locais e instituições municipalistas de toda a América Latina.
Brasil e México concorrem a uma vaga, cada um, nas eleições da entidade que acontecem a cada dois anos.
Este ano, concorriam pelo Brasil as cidades de Manaus e Fortaleza, cabendo ao secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Marcelo Dutra, defender a candidatura do prefeito.
A eleição aconteceu na cidade de Santo Domingo, na República Dominicana.
Com sede em Quito, no Equador, a Flacma foi fundada em 17 de novembro de 1981 com a finalidade de aprofundar a descentralização dos seus associados nos países, contribuir com a melhoria do nível de eficiência, eficácia e transparência dos governos locais na base dos princípios democráticos e de igualdade social, facilitar o intercâmbio de experiências entre os governos locais, as associações de municipalidades e as instituições municipalistas latino-americanas e promover a integração. (Fonte: Assessoria de Imprensa – Semmas)

GASODUTO ABRE NOVA FRONTEIRA

Manaus - O gasoduto Urucu-Coari-Manaus representa um marco para o Amazonas e o Brasil, porque abre uma nova fronteira de desenvolvimento. Foi deste modo que o governador do Estado, Eduardo Braga, ressaltou a inauguração da obra, durante a solenidade de abertura que aconteceu ontem (26). Braga disse que o empreendimento consolida "um sonho acalentado por 30 anos pelos amazonenses e renova as esperanças".
O governador agradeceu o apoio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinalou que o gasoduto vai possibilitar a geração de energia elétrica limpa, a partir da queima do gás natural de Urucu pelas termoelétricas que atuam no Estado.
“A inauguração da obra representa para as gerações futuras a mesma esperança que a Zona Franca de Manaus, o Distrito Industrial, trouxe para nós”, destacou. (Agecom)

SANTA IZABEL SOFRE COM A VAZANTE


Santa Izabel do Rio Negro AM  - Depois da maior cheia já registrada na Amazônia, a vazante agora faz estragos. Em Santa Isabel do Rio Negro, a baixa do Rio Negro já afeta a navegação e põe à mostra pedras e áreas baixas. As praias são armadilhas para o transporte fluvial. No municicípio de Manaquiri, milhares de peixes são encontrados mortos pela falta de oxigênio.
Em Santa Isabel do Rio Negro não chove há 20 dias. Por essa razão, na frente da cidade a água já baixou 20 metros. Em várias comunidades ribeirinhas muitos lagos secaram, em alguns deles dá até para caminhar.
Com o transporte fluvial prejudicado pela descida das águas, somente pequenas embarcações conseguem navegar nessa região onde os rios são os principais meios de transporte da população.O agricultor Adelson de Oliveira, do município de Nova Olinda passou por momentos de tensão quando o barco onde viajava com os filhos bateu em uma pedra e afundou.
- Eu queria salvar mais as crianças.Depois que a canoa virou, eu só fiz pular. Agarrei as crianças e puxei para a beira. A minha bolsa foi embora, eu ainda tentei nadar, mas já estava longe para buscá-la. Eu pedi carona para uma canoa e vim embora depois de ter ficado na praia mais de duas horas.
A Defesa Civil está no município e faz um levantamento sobre os danos causados pela seca.
- Se a situação da estiagem avançar e não houver uma progressão maior na estiagem, futuramente poderá haver uma grande dificuldade de vinda de embarcações até o município que poderá prejudicar o abastecimento, diz o coordenador da Defesa Civil. ( TV S.I.do Rio Negro)

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

HONDA LANÇA NA FIAM MOTOS FLEX



Manaus – Dois modelos de motocicleta bi-combustível serão lançados na V Feira Internacional da Amazônia (Fiam). A CG 150 Titan Mix, e a NXR 150 BROS Mix, da Moto Honda, recebem álcool e gasolina ou os dois na mesma proporção. Os modelos foram desenvolvidos pela fabricante em seu Centro de Pesquisa e Desenvolvimento no Japão.
Os modelos foram projetados especialmente para o Brasil, tendo como base a já conhecida CG 150 Titan. Para escolher o modelo que viraria flex, a empresa realizou pesquisas com consumidores locais.
O projeto "Mix" é muito próximo ao dos carros flex, pois o uso de gasolina permite um funcionamento mais linear do motor, com autonomia maior, enquanto o álcool proporciona um aumento de potência.
Os novos modelos chegaram ao mercado em três versões: KS (com partida a pedal), ES (partida elétrica) e ESD (partida elétrica e freio dianteiro a disco com cáliper de dois pistões). Há quatro opções de cor: preto, vermelho, prata metálica e azul metálica.
Segundo Mário Okubo, gerente institucional da Honda, as novas versões vão de encontro com a política mundial da empresa, que assumiu um compromisso de fabricar produtos cada vez mais ecológicos.
Ele explicou que as motocicletas poderão ser vistas pelo público na Fieam, no estande da organização mundial. “No espaço, estaremos explicando a tecnologia usada nas motocicletas”, disse.(Fonte Honda)

FORÇA NACIONAL COMBATERÁ TRÁFEGO DE DROGAS NA FRONTEIRA



Manaus - O Amazonas solicitou apoio da Força Nacional de Segurança para combater o tráfico de drogas nas áreas de fronteira do Estado. Em algumas áreas, bases da Polícia Federal serão remanejadas. O plano já está sendo traçado. O trabalho já está sendo feito nas fronteiras de Tabatinga e Benjamin Constant com a Colômbia. A Força Nacional vai dar o apoio para o combate ao tráfico de drogas. A operação contará com os órgãos de segurança do Estado, como a Polícia Militar.
- Entendemos que temos que combater o tráfico internacional de armas, de drogas e os crimes de pistolagem que acontecem naquela região por conta do tráfico - afirmou o comandante geral da Polícia Militar no Amazonas, coronel Dan Câmara.
Ainda não há uma data definida para o início desses trabalhos. Para a operação, a Força Nacional, que é composta pelas polícias militares dos estados brasileiros e do Distrito Federal, deve trazer ao Amazonas uma tropa especializada na segurança de fronteiras.
- Estamos iniciando os planejamentos preliminares, que serão submetidos a aprovação não só do secretário nacional de Segurança Pública mas do próprio governador do Amazonas, aí sim, de forma conjunta e integrada, iremos desenvolver ações naquela região - explicou o diretor da Força Nacional, coronel Luis Ferreira, (foto). Fonte: TV Amazonas

,

INAUGURADO GASODUTO COARI-MANAUS



Manaus – Com investimentos de R$ 4,5 bilhões oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva inaugurou hoje (26) uma estação reguladora de pressão de gás (ERP) do gasoduto Urucu-Coari-Manaus, na capital amazonense. A cerimônia aconteceu na Refinaria Isaac Sabbá (Reman) em Manaus. As informações são da Agência Estado. A obra teve início em 2006 e custou mais de 300% além do estimado (R$ 1,3 bilhão) no início do projeto. O gás substituirá o diesel, que atualmente é utilizado para fornecer energia a Manaus.
"O gás está aqui para que possamos fazer uma pequena revolução na matriz energética da região norte do Brasil, para ter uma eletricidade limpa", disse o presidente Lula, durante a inauguração.
O gasoduto conta com 661 quilômetros de extensão na linha tronco – ligando Urucu a Manaus -, além de sete ramais para atendimento às cidades de Coari, Codajás, Anori, Anamã, Caapiranga, Manacapuru e Iranduba.

Reunião

O presidente almoçou com o governador do Amazonas, Eduardo Braga, e os presidentes convocados por Lula para participar da Reunião da Cúpula dos Presidentes Amazônicos sobre Mudanças Climáticas.
Confiram presença os presidentes da Guiana Francesa (parte da União Europeia), Bharrat Jagdeo; da França, Nicolas Sarkozy; vice-presidente do Peru, Luis Giampietri; Ministro das Relações Exteriores do Equador, Fánder Falconí; além dos Ministros do Meio Ambiente da Bolívia e do Suriname. O presidente da Colômbia, Alvaro Uribe, e da Venezuela, Hugo Chávez, avisaram que não participarão da reunião.
A meta é abordar a temática ambiental que será apresentada na Conferência das Partes do Clima da ONU, em Copenhague, Dinamarca, no mês de dezembro. A reunião é decorrente de um acordo assinado há uma semana entre o presidente Lula e Sarkozy para a redução de gases do efeito estufa. (Ag. Estado)

Serviço secreto investiga casal penetra em jantar na Casa Branca



Washington  - O Serviço Secreto americano está investigando informações de que um casal  (foto), participou de um jantar oficial na Casa Branca, na terça-feira, sem ter sido convidado, segundo informações da imprensa dos Estados Unidos. Tareq e Michaele Salahi não estavam na lista de convidados, mas conseguiram passar pelo forte esquema de segurança e participar do jantar oficial oferecido ao primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh.
O casal, apresentado pelo jornal Washington Post como "socialites (do Estado) da Virgínia do Norte" e "aspirantes a participantes do reality show Real Housewives of Washington", tirou várias fotos ao lado de políticos e celebridades durante o jantar e colocou as imagens no Facebook.
Entre as pessoas que aparecem nas fotos ao lado dos Salahi estão o vice-presidente, Joe Biden, e o chefe de gabinete do presidente Barack Obama, Rahm Emanuel.
Segundo o jornal, Tareq e Michaele seriam "os primeiros penetras a conseguir entrar num banquete de Estado".
O porta-voz do serviço secreto, Ed Donovan, disse ao jornal que investigações preliminares identificaram "um posto de controle do serviço secreto que não seguiu os procedimentos corretos".
Ele informou que o casal foi revistado e que não ofereceu riscos ao presidente Obama. "Todos os que entram na Casa Branca passam por revistas com magnetômetros", afirmou.
O jantar oficial em homenagem a Manmohan Singh contou com 320 convidados, e foi descrito como a cerimônia mais badalada e solene oferecida a um visitante estrangeiro durante o governo de Obama.(Fonte:AP)

Sarney descansa em casa depois de passar mal no Senado

Brasilia - O presidente do Congresso Nacional, José Sarney (PMDB-AP), deixou, há pouco, o Serviço Médico do Senado, onde deu entrada no início da tarde de quinta-feira com quadro de gastroenterite. Ele saiu acompanhado do líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL), que tinha ido fazer uma visita. De acordo com assessores da presidência do Senado, depois de medicado, Sarney foi para casa, onde ficará descansando durante toda a tarde. Ainda não se sabe se ele voltará sexta-feira ao Senado.
A assessoria informou que Sarney foi submetido a exames de sangue, ecografia e raio X, que confirmaram o quadro de gastroenterite. O senador começou a se sentir mal por volta das 11h e foi internado às 12h30. Foi medicado com soro e ficou em observação durante mais de três horas.(Ag.Brasil)

Propaganda imita Lula e faz alusão a Dilma para vender papel higiênico

S.Paulo - Começou a ser veiculada nesta quinta-feira (26), em emissoras de rádio do país, a publicidade de uma marca de papéis higiênicos que usa uma imitação da voz do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Os criadores apostaram no humor com referências ao PAC e à ministra Dilma Rouseff para anunciar uma embalagem econômica do produto.
O G1 fez contato com a assessoria de imprensa do presidente da República e aguarda retorno sobre um possível posicionamento a respeito da publicidade.
Criada pela agência DPZ, a peça foi desenvolvida para a marca Neve. Nela, o humorista Beto Hora imita a voz do presidente Lula para divulgar o novo ‘Pack’ de produtos da marca. Em inglês, pack também significa "embalagem". A sonoridade da palavra lembra o nome de um dos principais projetos do governo, o

Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Na gravação, a “voz” de Lula diz que vai falar do pack “que vai trazer mais economia para os brasileiros” e que vai chamar a ministra “que é a maior responsável por esse sucesso”. “Ué, cadê a ministra?”, diz o “presidente”, que é seguido por uma voz feminina que grita ao fundo: “Alfredooooo”, referindo-se ao mordomo que sempre marcou as propagandas da marca de papel higiênico.
Rindo, o imitador do presidente prossegue: “vou aproveitar que a ministra está em uma conferência com o Alfredo pra falar do Pack econômico Neve com 16 rolos. Nunca antes na história desse país o povo teve tanta maciez”.

Homenagem

Para o diretor de criação da peça, Fernando Rodrigues, a propaganda é uma espécie de homenagem ao presidente Lula. “Usar o Lula é um tributo à imensa popularidade dele, ele é um cara extremamente popular, simpático. Nunca na história desse país tivemos um presidente tão popular”, disse, por telefone.“Estamos torcendo muito para Lula ter gostado. A gente imagina que não tenha muito porque não gostar, porque ele é muito bem-humorado e a peça não tem nada de desrespeitoso”, afirma o diretor.
Além de Rodrigues, a criação da peça é assinada em parceria pelo diretor Diego Zaragoza e pelo redator Kleber Fonseca.(G-1)

PATROCINADORES DO FILME SOBRE LULA QUESTIONADOS



Brasília - O líder do Democratas, deputado Ronaldo Caiado (GO), apresentou  em plenário, 25 requerimentos com pedidos de informações para diversos ministérios para saber se até hoje foram celebrados contratos – inclusive de financiamento pelo respectivo ministério – ou qualquer de suas entidades vinculadas com as 16 empresas que fizeram doações no valor total de R$ 12 milhões para a produção do filme Lula, o Filho do Brasil. Nos requerimentos, Caiado afirma que, caso algum dos órgãos tenham celebrado algum contrato com uma das 16 empresas doadoras de recursos para o filme, o respectivo ministério encaminhe à Câmara cópias integrais dos processos de licitação, da documentação apresentada pela empresa, dos contratos celebrados e os respectivos processos de pagamento.
Caberá agora ao presidente da Câmara, deputado Michel Temer (PMDB-SP), designar um membro da Mesa Diretora da Casa para dar parecer aos requerimentos. Se os pareceres forem favoráveis, Temer terá de encaminhar os requerimentos aos respectivos ministros titulares de cada uma das pastas. Pela Constituição, o ministro tem até 30 dias para prestar as informações solicitadas. Fonte: Agência Brasil

PARINTINS: COMUNITÁRIOS SALVAM PEIXES NOS LAGOS



Parintions AM - O lago do Acara-açú localizado na comunidadedo Parananema, está sendo depredado por invasores que adentram o local e retiram espécies protegidas por lei. A informação é do agente ambiental voluntário Ilzo Reis. De acordo com ele, a depredação ocorre durante todo o dia e a noite, e há indícios de participação dos próprios comunitários que facilitam a entrada de pescadores não autorizados no local.Os comunitários do Parananema enfrentam dificuldades para manter preservado o recurso pesqueiro daquela localidade, devido ao tamanho do lago e a falta de estrutura para a fiscalização. De acordo com os moradores, o lago do Acara-açú é o segundo maior da região, só perdendo em tamanho para o complexo de Macuricanã, situado na divisa dos municípios de Parintins e Nhamundá. O local é rico em espécies de pescado e habitat de desova para quelônios. De acordo com Ilzo Reis o potencial está se esgotando devido a retirada predatória desses animais. A invasão segundo Ilzo ocorre durante todo o ano e se intensifica no período do verão. “Nesse período o lago seca formando diversos poços onde os peixes ficam aprisionados facilitando a sua captura”, explica o comunitário que há 16 anos atua na defesa do lago.
PRESERVAÇÃO
Atualmente, pelo acordo de pesca do Parananema é permitido para cada pescador da comunidade o direito a retirar do lago até 20 kilos de pescado por semana. Para isso há uma regulamentação no tipo de recipiente para o transporte do pescado, sendo permitido adentrar o lago com caixas de isopor com capacidade para até 70 litros.“Já abordamos pessoas de fora da comunidade com arreios do tipo arrastão e com caixas de isopor de 500 litros com até 250 kilos de pescado”, diz Luiz Viana, agente ambiental voluntário que mora nas proximidades da entrada do lago.O trabalho dos quase 30 comunitários fazem a defesa do lago se torna quase inviável, pela falta de estrutura do Ibama que deveria dar apoio às suas ações. “Não podemos culpar o gerente local, pois sabemos que vontade ele tem, mas falta o principal, a estrutura para a fiscalização”, diz Viana. (Texto: Tereza Almeida –  Site Tadeu de Souza)

Chaves não participa da reunião da Cúpula Amazônica em Manaus

Manaus  (Reuters) - O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, não comparecerá à cúpula dos países amazônicos e a França sobre meio ambiente nesta quinta-feira, informou o governo venezuelano. A ausência esvazia ainda mais o encontro, que já não contaria com a maioria dos presidentes convidados. Segundo o embaixador venezuelano no Brasil, Julio Garcia Montoya, a mudança de agenda deve-se ao prolongamento da permanência do presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, na Venezuela.
"Infelizmente, teve uma mudança de agenda em função da visita do presidente Ahmadinejad. Ele estendeu sua visita à Venezuela, e então atrapalhou a viagem do presidente Chávez ao Brasil", disse Montoya a jornalistas, acrescentando que o país será representado no encontro pelos ministros das Relações Exteriores e Meio Ambiente.
A reunião, a ser realizada nesta tarde em Manaus, tem como objetivo tentar fechar uma posição comum dos países da região amazônica e da França sobre o combate às mudanças climáticas.
Além do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, devem participar do encontro os presidentes da França, Nicolas Sarkozy, e da Guiana, Bharrat Jagdeo. Foram também convidados os presidentes de todos os países da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA) --Brasil, Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana, Peru, Suriname e Venezuela.

AMAZONINO: "PROCESSO CASTROU MINHA VIDA PÚBLICA"

Manaus - Após ser absolvido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TER) no processo de cassação movido pelo Ministério Público Eleitoral (MPE), o prefeito de Manaus Amazonino Mendes, (PTB), disse ontem que o processo de cassação do qual foi absolvido “castrou a sua vida pública”.


O prefeito disse ainda que não tinha dinheiro para usar em compra de votos, crime do qual foi acusado pelo MPE. “Vinha do ostracismo de seis anos fora do poder, sem condições financeiras. É ridículo imaginar que um homem sem condições econômicas fosse capaz de comprar a eleição. O episódio castrou a minha vida pública” – disse Amazonino Mendes, em tom de desabafo.
Amazonino Mendes disse não se sentir conmfortásvel mesmo com a decisão do TRE a seu favor e foi taxativo: " Enganam-seaqueles que acham que eu estou rindo porque ganhamos a ação no Tribunal. Não. Em mim estão todos os resíduios negros e pesados de uma ação que não poderia existir".
Amazonino falou ainda da vontgade soberana do povo que lhe proporcionou uma grande vitória nas urnas e arrematou dizendo que " essa foi a eleição mais limpa de toda a minha carreira política".

ALEAM DEVE APROVAR MEDALHA PARA OMAR AZIZ

Manaus - A Assembelia Legislativa do Amazonas (Aleam) deverá apreciar o pedido de autoria do deputado João Mendes da Fonseca Júnior, o Janjão (PMN) de conceder a Medalha do Mérito Ruy Araújo ao vice-governador Omar Aziz. (Foto levando benefícios as vitimas da enchente no interior).

A proposição está em análise nas comissões técnicas antes de chegar ao plenário para votação pelos deputados.
De acordo com Janjão, Omar Aziz possui uma larga folha de experiência e de serviços prestados à população amazonense em função da sua longa vida pública, o que o faz merecer da comenda outorgada pelo parlamento estadual.
A trajetória de Omar na vida pública começou na Câmara Municipal, quando se elegeu vereador. Depois foi deputado estadual, vice-prefeito de Manaus e vice-governador. Na Câmara Municipal, exerceu o cargo de presidente. (Aleam)

INAUGURADA A V FEIRA INTERNACIONAL DA AMAZÔNIA



Manaus - A quinta edição da Feira Internacional da Amazônia (FIAM 2009) começou hoje (25) na tenda especial do Studio 5 Centro de Convenções. A Feira atrai todos os anos grande número de empresários, turistas, investidores e autoridades de vários estados da Amazônia. O evento será aberto ao público geral a partir da próxima sexta-feira (27). Apesar da abertura oficial ter sido realizada nesta quarta-feira, desde o início desta semana estão ocorrendo seminários, exposições e mini cursos. Um dos atrativos tradicionais da Fiam é a Exposição de produtos e Serviços no pavilhão principal do Studio 5 de empresas do Pólo Industrial de Manaus (PIM), de projetos de instituições de ensino e pesquisa.

Confira a programação

A Feira é promovida pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), por intermédio da Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA) e é realizada em parceria com os governos dos Estados do Acre, Amapá, Amazonas, Rondônia e Roraima. Participam como convidados os demais Estados da Amazônia brasileira: Maranhão, Mato Grosso, Pará e Tocantins.
Este ano, o objetivo é instituir boas práticas ambientais e diminuir o impacto causado à região pelas emissões de CO2 antes, durante e ao término do evento. Nesta edição, parte das etapas da exposição como montagem, realização do evento e desmontagem dos estandes serão neutralizadas pela primeira vez.
A neutralização durante a Fiam 2009 será através da quantidade de volume de emissão de CO2 (dióxido de carbono) gerado a partir das atividades realizadas durante a mostra de produtos científicos-tecnológicos. A análise será desenvolvida pelo Instituto Brasileiro de Defesa da Natureza (IBDN), pelo Centro de Desenvolvimento Energético do Amazonas (Cedeam) e Secretaria Municipal de Limpeza Pública (Semulsp).
- Não podemos falar de FIAM na Amazônia sem tocarmos na questão do meio ambiente-, ressaltou a coordenadora geral de Estudos Econômicos e Empresariais da SUFRAMA, Ana Maria Souza.

Números

A Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA), coordenadora do evento informou que os números de parceiros, eventos paralelos, expositores e empregos gerados pela Feira Internacional deste ano já superaram os dados anteriores. Para os organizadores, esta é a prova de que o evento cresceu mais que nos últimos anos.
Um levantamento feito pela organização indentificou a realização de 14 seminários; 10 eventos paralelos; 300 estandes; 2.027 inscritos nos seminários; 300 expositores; 300 palestrantes; 219 jornalistas credenciados; 24 jornalistas convidados; mais de 200 pessoas envolvidas na organização e cerca de 500 empregos gerados. (P.Amazonia)

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Vazante e falta de chuva provocam desastre ecológico em Manaquiri



Manaquiri AM -São centenas de toneladas de peixes mortos. A cena se repete por todos os quarenta quilômetros do rio Manaquiri, distante três horas de Manaus. Na região, já são 200 quilômetros de rios e igarapés atingidos pela mortandade de peixes, que ocorre desde o último sábado (21). Em alguns lugares nem dá para ver a água. É possível navegar sobre cardumes inteiros que apodrecem na superfície.
O fenômeno natural foi causado pelo aumento da temperatura nos afluentes do Rio Solimões.
Sem água corrente, nem chuva, e sem nuvens para bloquear o sol, a água ficou muito quente. "O aumento da temperatura faz com que haja naturalmente uma diminuição do oxigênio disponível na água", explicou o biológo Efrem Ferreira.
No Município de Manaquiri, já são 14 mil ribeirinhos atingidos. A preitura suspendeu as aulas de 2,6 mil crianças que dependem de barcos para chegar às escolas. Os alunos que continuam estudando agora levam "toalhinhas", que servem como máscaras.
Com tanto peixe morto, o cheiro é insuportável. Além de conviver com o mau cheiro e ter ficado sem os peixes, base da alimentação, os ribeirinhos desta região ainda estão sem água para tomar banho, cozinhar e até para beber. O rio que passa em frente a casa deles está contaminado pelos peixes em decomposição.
Fonte: Daniela Assayag - TV Amazonas





,