Pesquisar este blog

terça-feira, 30 de junho de 2009

Amazonas cria a Secretaria do Índio

Manaus - A Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM) aprovou hoje (30), com os votos dos 20 deputados presentes, a criação da Secretaria de Estado para os Povos Indígenas (Seind), a primeira do Brasil.
A votação contou com presença da titular da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável (SDS), Nádia Ferreira, e mais de 200 lideranças indígenas das etnias baré, kokama, ticuna, sateré, mura, tanharim, miranha, apurinã, tucano, kanamari e vivicarina, que lotaram a galeria e o plenário.
A sessão foi presidida pelo presidente da casa, Belarmino Lins, que que contou também com a participação do presidente da Fundação dos Povos Indígenas do Amazonas (Fepi), Bonifácio Baniwa, e do coordenador da Coordenação dos Povos Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab), Jecinaldo Saterê.
O projeto de lei de criação da Seind foi encaminhada pelo governador Eduardo Braga (PMDB) à Aleam, durante solenidade comemorativa ao Dia Mundial do Meio Ambiente.
Nádia Ferreira disse que sabe o esforço dos povos indígenas para que esse momento chegasse, já que a reivindicação vem desde 2002. Segundo ela, a ação concretiza a política do Estado, direcionada aos povos indígenas.
Bonifácio Baniwa, o primeiro indígena a se pronunciar na solenidade, disse, na ocasião, que o tempo que ficou no governo do Estado (presidente da Fepi, órgão ligado a SDS) deu para perceber que é possível trabalhar política pública para os povos indígenas.
- A nossa participação como indígena no governo foi fundamental para a implementação dessas políticas, disse ele, afirmando que a criação da secretaria é um marco histórico.
O titular da Seind deverá sair de uma lista encaminhada pelas lideranças indígenas, saída de uma carta consulta, apurada em reunião extraordinária do Conselho Estadual dos Povos Indígenas, no dia 30 de maio.
Os nomes referendados são: Jecinaldo Barbosa (26 votos), da etnia Sateré Mawe; Aldemício Susana Bastos (18 votos), da etnia Ticuna; e Bonifácio José (17 votos), da etnia Baniwa.(Fonte Aleam)

EX-PREFEITO DE COARI COMPLICADO NA CPI DA PEDOFILIA


Afirmando ter procuração das crianças brasileiras e reclamando da pressão para não vir a Manaus investigar denúncias de pedofilia, o senador Magno Malta (PR-ES)(foto)lamentou ainda a ausência da bancada amazonense no Senado, (Artur Neto (PSDB), João Pedro (PT) e Jefferson Praia (PDT),embora tenha sido convidada para prestigiar o ato, com as oitivas que ocorreram no plenário da Assembléia \legislativa do Estado.
O presidente da CPI não especificou o tipo de pressão sofrida para não vir a Manaus proceder as investigações e foi mais além, quando afirmou que nada irá impedi-lo de realizar esse trabalho.
Os depoimentos das sete pessoas ouvidas ontem (29), na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da pedofilia, em Manaus, agravaram ainda mais a situação do ex-prefeito de Coari, Adail Pinheiro.
Os depoimentos seguiram até a noite. Três pessoas não compareceram e terão até hoje para se apresentarem, durante os depoimentos na cidade de Coari. Caso não compareçam, serão levadas pela Polícia Federal até Brasília para depor.
O empresário e ex-sócio da agência Mega Models, Fábio Martins, confirmou que levou moças menores de idade para os municípios de Coari e Tefé em 2007, e que Adail Pinheiro manteve relações com algumas modelos, mas negou ter sido pago para intermediar os programas.
COMPLICADO
Segundo Fábio Martins, o ex-prefeito de Coari,Adail Pinheiro, acompanhado de Adriano Salan, esteve na Mega Models e escolheu as modelos que queria que embarcassem para Tefé. “Ele viu os books (catálogo de fotos) e separou as que mais agradaram a ele. Ele se agradou da menor. Sei que ele tinha interesse profissional e sexual”, afirmou Fábio, em seu depoimento.
Ele ainda tentou negar que conhecia alguns nomes citados pelo presidente da CPI, o senador Magno Malta (PR-ES). O senador fez questão de lembrá-lo de que o depoimento era sério e ele poderia sair dali preso, se continuasse a mentir.
Uma adolescente que estava no grupo levado por ‘Fabinho’ também prestou depoimento à CPI, primeiramente a portas fechadas, e depois publicamente, escondida sob um disfarce. Ela confirmou que recebeu oferta de presentes de assessores do ex-prefeito de Coari.
CONTRADIÇÕES
O depoimento da ex-funcionária pública Andréa Abreu, que assumiu ser agenciadora de garotas de programa há mais de dez anos, foi marcado por contradições. Ela disse que agenciava meninas para Adriano Salan, assessor do ex prefeito de Coari, e que, na maioria das vezes a negociação ocorria com o consentimento da mãe das meninas.
Andréa chegou a contar em detalhes um caso, ocorrido em 2007, em que levou uma garota de 14 anos de idade para passar uma noite com Adail Pinheiro, em Manaus, a pedido de Adriano Salan. Segundo ela, a própria mãe da menina incentivou o programa, afirmando que a filha “precisava de dinheiro”.
A CPI também ouviu o proprietário da empresa Clayton Táxi Aéreo, que se comprometeu em ceder informações de voos fretados para o assessor do prefeito. Segundo ele, todos os cheques pagos pelo frete dos aviões eram de uso pessoal de Adriano Salan. (RC)
Ao deixar o plenário da Assembléia Legislativa, Magno Malta dizendo satisfeito com o resultado do trabalho, onde foram colhidos detalhes importantes para a composição final do relatório da CPI da Pedofilia.

MAIS UMA REPRESENTAÇÃO CONTRA O PRESIDENTE DO SENADO

Brasília - O P-SOL protocolou hoje (30) representação contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), e contra o ex-presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), na Mesa Diretora por quebra de decoro parlamentar.
O partido quer investigar os atos secretos na Casa desde 1995, período em que Renan e Sarney presidiram o Senado. “O P-SOL está cumprindo a sua obrigação. Só precisa de ato secreto quem privilegia o banditismo do submundo”, disse a presidente do partido, Heloísa Helena.
O pedido, no entanto, precisa ser encaminhado ao Conselho de Ética, mas esbarra na falta de membros do colegiado. Desde fevereiro, alguns partidos ainda não fizeram a indicação dos senadores. Com isso, a representação aguarda que o Conselho esteja completo antes de começar a tramitar.
Apesar de pedir a investigação nos últimos 14 anos, a representação não incluiu os nomes de Tião Viana (PT-AC) e Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN), dois senadores que também presidiram o Senado no período. Heloísa Helena disse que apenas na gestão de Sarney e Renan os atos secretos tiveram “suspeição relevante”.
O líder do partido no Senado, José Nery (PA), justificou dizendo que os atos durante a gestão de Garibaldi e Tião Viana “são sem sentido e relevância”.
A representação pede, ainda, a investigação nos contratos de empresas que prestam serviços terceirizados e nas empresas de empréstimo consignado para servidores.
Denúncias mostram que o ex-diretor-geral da Casa Agaciel da Silva Maia teria influência em empresas de terceirização e o ex-diretor de Recursos Humanos João Carlos Zoghbi teria intermediado empréstimos consignados para funcionários da Casa. Os dois já foram afastados dos cargos.
O neto de Sarney, José Adriano Cordeiro Sarney, também tem uma empresa que intermediou empréstimos para servidores. Segundo reportagem publicada no jornal O Estado de S. Paulo, a empresa ofereceria, também, seguro de vida aos funcionários, numa espécie de venda casada.
José Sarney chegou cedo ao Senado para participar de uma sessão solene, mas não deu declarações sobre o assunto.(Ag.Brasil)

Prefeitos da Copa reunem em Brasília


Brasília: Prefeitos de cidades que vão sediar jogos da Copa se reúnem
O prefeito de Manaus Amazonino Mendes (PTB), encontra-se em Brasília junto com os demais prefeitos das capitais brasileiras que sediarão a Copa do Mundo de 2014.
Brasília - A Frente Nacional dos Prefeitos promove hoje (30) o primeiro encontro dos prefeitos das cidades que vão sediar jogos da Copa do Mundo de Futebol de 2014. Será às 16h no Centro de Convenções Brasil 21, em Brasília.
Eles querem trocar experiências e discutir os desafios de sediar os jogos. Participam administradores de 12 cidades, além dos ministros das Cidades, Marcio Fortes, dos Esportes, Orlando Silva, e do Turismo, Luiz Barreto.
No Congresso, às 14h, as comissões de Fiscalização Financeira e Controle, de Desenvolvimento Urbano, e de Turismo e Desporto da Câmara fazem audiência sobre a organização da Copa do Mundo de 2014 no Brasil. Devem participar do debate o presidente do Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia (Sinaenco), José Roberto Bernasconi, e o diretor executivo da Confederação Nacional dos Transportes (CNT), Bruno Batista.

Transporte alternativo faz manifestação


Transporte Alternativo faz manifestação em Manaus
Manaus – Permissionários do transporte alternativo de Manaus realizam na manhã de hoje (30), uma manifestação com cerca de 120 micro-ônibus, em protesto contra a falta de repasse do valor referente ao ‘passa – fácil’ pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetran).
A manifestação começou por volta da 6h30, quando os manifestantes se reuniram na Bola do São José, zona Leste, bloqueando parte da via. Com um carro de som, os permissionários convocaram os motoristas que passavam pelo local a se juntarem à carreata até a sede da Prefeitura de Manaus, no bairro Compensa, na zona Oeste.
Os manifestantes reivindicam uma audiência com o prefeito Amazonino Mendes (PTB), para que o município intervenha e resolva a situação. Segundo o presidente da Cooperativa dos Transportes Alternativos de Manaus, Vander Fernandes, o Sinetran não repassa o pagamento pelo passa – fácil há três semanas.
O presidente do Sinetran, Acyr Gurgacz, reconhece o atraso no pagamento e atribui a culpa ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT), que “bloqueou a conta do Sinetran e, conseqüentemente, o dinheiro para o pagamento dos cooperados”, explica Gurgacz.
Além da regularização do pagamento, os manifestantes reivindicam que a prefeitura fiscalize os micro-ônibus que trabalham irregularmente nas zonas Leste e Norte. Segundo Vander Fernandes, o número de veículos nessa situação chega a 70.
Acyr Gurgacz disse hoje (30), que o Sinetran não terá como pagar o adiantamento salarial dos trabalhadores do transporte coletivo de Manaus na próxima semana. Para ele, o ‘problema’ fará com que o sindicato da categoria paralise mais uma vez o transporte de Manaus, como já foi anunciado.(Semcom)

Fiéis pedem para S.Pedro parar enchente

Manaus - O rio Negro na frente de Manaus ficou cheio de barcos dos mais variados tipos na tarde de ontem, para acompanhar lotadas a procissão em homenagem a São Pedro, padroeiro dos pescadores, que acontece a 76º anos é realizada na capital amazonense.
Os fiéis que conseguiram lugar na balsa principal se concentraram em vários pontos para acompanhar a procissão de São Pedro, protetor dos pescadores, que também teve romaria e missa campal em terra
Como reza a tradição católica, milhares de fiéis coloriram o rio Negro em embarcações enfeitadas com balões e bandeiras. Além da proteção do santo, os fies foram orientados pelo arcebispo dom Luís a orar pelas vítimas da enchente e para o rio parar de encher.
Ontem a Igreja Católica comemorou o Dia de São Pedro, o santo padroeiro dos pescadores.
As comemorações iniciaram às 14h com uma missa na Igreja Nossa Senhora da Conceição – Matriz. Em seguida os fiéis partiram em procissão até o porto da Manaus Moderna, de onde saiu a romaria fluvial.
O andor, com a imagem do santo seguiu em uma balsa, acompanhado pelo arcebispo de Manaus, dom Luís Soares Vieira. Na chegada à embarcação, muita emoção, aplausos e cânticos marcaram o início da 60ª procissão fluvial no Amazonas, em comemoração ao Dia de São Pedro.
Aproximadamente 300 fiéis fizeram questão de ficar perto da imagem e seguiram o percurso de balsa, foi o caso da aposentada Alexandrina Valente, 73. Ela chegou ao porto por volta das 13h e conseguiu um lugarzinho privilegiado. Passou a procissão toda rezando e agradecendo pelas bênçãos alcançadas. Nem o calor de quase 40º graus, intimidou a aposentada. “Esse sol é um sinal de São Pedro, isso significa que os problemas causados pela cheia poderão acabar, por isso não reclamo do sol, nem do calor, apenas agradeço pela vida e pela saúde que tenho”.
Segundo a Polícia Militar mais de 60 mil pessoas acompanharam a procissão em 200 embarcações e outras 10 mil aguardavam o cortejo em terra. O trajeto que iniciou no porto da Manaus Moderna, seguiu até a Ponta do Ismael, na compensa, Zona Oeste, saudou os moradores da comunidade de São Pedro, que receberam a procissão com uma salva de fogos, e encerrou na feira da Panair, no Educandos, Zona Sul, de onde seguiu em procissão pelas ruas Manoel Urbano, Inocêncio de Araújo e avenida Bento José de Lima, até o Centro Cultural Zulândio (curral do boi Garanhão), onde o arcebispo dom Luís celebrou a missa campal.
O arcebispo de Manaus, dom Luís, levou a mensagem de superação às vítimas da cheia, e falou aos pescadores sobre a importância de pedir a São Pedro, o primeiro papa da Igreja Católica, proteção e principalmente que o rio pare de encher. Segundo rege a tradição dos católicos, no Dia de São Pedro o rio para de subir. “Nós precisamos ter fé e pedir a São Pedro que abençoe os pescadores e principalmente as famílias que estão sofrendo com a enchente”.
Os festejos de São Pedro encerraram com um grande arraial no curral do boi Garanhão, no Educandos.

GOVERNO PRORROGA INCENTIVOS PARA ENFRENTAR A CRÍSE


Brasília - O governo decidiu prorrogar, por mais três meses, o Imposto sobre Produtos Industriais (IPI) reduzido para o setor automobilístico, informou nesta segunda-feira (29) o ministro da Fazenda, Guido Mantega. O benefício para este setor terminaria nesta terça-feira (30).

- Em outubro, novembro e dezembro, volta gradualmente o tributo [IPI de automóveis], até estar totalmente reconstituído no fim do ano", disse Mantega. Para caminhões, o tributo reduzido vale até o fim do ano e, para motocicletas, terá validade por mais três meses.

Além disso, o governo também decidiu manter o IPI baixo para a aquisição dos produtos da chamada "linha branca" pela população, que abrange fogões, máquinas de lavar, geladeiras, até 31 de outubro.

Também foi mantido o IPI reduzido de cerca de 30 grupos de materiais de construção até o fim deste ano.

O ministro da Fazenda informou ainda que também foi mantido o PIS e a Cofins, com alíquotas menores, para farinha de trigo e para o pão até o fim de 2010.

Automóveis

A redução do IPI para carros foi autorizada, pela primeira vez, em janeiro deste ano, quando o setor, e também o resto da economia, sentia mais fortemente os efeitos da crise financeira. Em março, foi autorizada a primeira prorrogação do imposto reduzido. Com a medida, o governo deixou de arrecadar R$ 1,75 bilhão neste ano.

Para carros populares, de até mil cilindradas, o IPI caiu de 7% para zero e, para automóveis entre mil e duas mil cilindradas movidos à gasolina, recuou de 13% para 6,5%. Para carros flex (bicombustível) e movidos à álcool, o imposto caiu de 11% para 5,5%. Entretanto, não houve alteração para veículos com mais de duas mil cilindradas.

Eletrodomésticos

A redução do IPI para os eletrodomésticos da chamada "linha branca" foi anunciado pelo governo em 17 de abril, com validade de três meses, ou seja, até 17 de julho. Com a medida, o IPI das geladeiras caiu de 15% para 5%, o de fogões recuou de 5% para zero, enquanto o de máquinas de lavar foi diminuído de 20% para 10%. A alíquota de IPI para tanquinhos, por sua vez, caiu de 10% para zero. A expectativa do governo era de que o imposto reduzido, para este setor, representasse cerca de R$ 250 milhões a menos durante os três meses de vigência (até 17 de julho).

Materiais de construção

Em março deste ano, o governo anunciou a redução do IPI para mais de 20 grupos de produtos de materiais de construção, como revestimentos, tintas e cimento, entre outros. Em abril, porém, o governo incluiu novos grupos de produtos na lista de itens com IPI reduzido, como como telhas de aço, impermeabilizantes, revestimentos cerâmicos, cadeados e registros de gavetas, entre outros.(G1)

ARTUR REBATE ACUSAÇÃO E DENUNCIA SARNEY


Brasília -O Senador amazonense Artur Neto (PSDB), contestou ontem em duro discurso da tribuna, a reportagem da revista IstoÉ, onde afirma que Agaciel Maria teria coberto despesas do senador em uma viagem com a família a Paris.O senador atribuiu o fato a uma tentativa de implica-lonas irregularidades cometidas pelo ex-diretor geral do Senado, Agaciel Maia e aos irmãos Gilberto e Egberto Miranda Batista seus adversários políticos no Amazonas. Quanto a revista o senador a classificou como uma “central de chantagem” e afirmou que não silenciará até que o presidente da Casa José Sarney seja substituído, garantindo que Sarney (PMDB) não tem mais condição moral para continuar presidindo o Senado da República
DENUNCIA FORMAL
Arthur Virgílio também apresentou, em caráter pessoal e não como líder de partido, uma denúncia ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar contra o presidente do Senado. Ele justificou a iniciativa com a reportagem que revelou o envolvimento de José Adriano Cordeiro Sarney, neto do presidente da Casa, com o licenciamento de instituições financeiras no Senado para atuar na área de crédito consignado. Virgílio também listou outras 18 irregularidades resultantes de atos secretos.
Referindo-se à IstoÉ, o senador disse que a revista pretendeu usá-lo como exemplo e intimidar terceiros para que fiquem calados diante da crise por que passa o Senado. Ele afirmou que não irá se calar. - Quero a demissão do Sr. Agaciel Maia; quero a demissão do Sr. Zoghbi - disse o senador.
Arthur Virgílio também se referiu a Alexandre Gazineo, que substituiu Agaciel Maia na Diretoria Geral do Senado, dizendo que, embora não quisesse ser injusto, tinha dúvidas se ele merecia permanecer nos quadros do Senado Federal.
O senador defendeu "uma investigação dura" sobre "as correlações possíveis de todos os presidentes" e 1ºs secretários do Senado durante os 14 anos em que Agaciel Maia ocupou a Diretoria Geral.
Arthur Virgílio assumiu total responsabilidade pelo pedido, à Mesa, para que seu funcionário, Carlos Alberto Nina Neto, obtivesse licença para cursar pós-graduação no exterior no período de maio a julho de 2005 e retornou de outubro de 2005 a novembro de 2006 para cursar mestrado.
- Esse é um erro que cometi e é um erro pelo qual mereço ser, sim, criticado - disse o senador.
Artur também rebateu a informação de que sua mãe seria sua dependente no plano de saúde do Senado. Virgílio disse que a sua mãe, paciente de Alzheimer, é pensionista e dependente do seu pai, que também foi senador. Ele assinalou que sua mãe sequer sabia que podia recorrer ao Senado e não o fez por muitos anos.
Acrescentou que foi um amigo da família, o procurador aposentado da Fazenda Nacional, Armando Marques da Silva, quem revelou à sua mãe o direito de receber ressarcimento pelo tratamento por ser viúva do senador Arthur Virgílio Filho.
Arthur Virgílio condenou as tentativas de Agaciel Maia de tentar transformá-lo em seu cúmplice, quando o acusa de ilegalidades, dizendo que o ex-diretor "é cúmplice de um bando de senadores covardes, que não estão tendo coragem de apresentar a face".(Fonte Ag.Senado)

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Unger deixará o Governo

Brasília - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva confirmou hoje (29) que o ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos, Mangabeira Unger, deixará o cargo. Segundo Lula, ainda não há uma data definida para a saída de Mangabeira. “Ele vai para Harvard [Universidade de Harvard, nos Estados Unidos], não sei quando”, disse em entrevista à imprensa após cerimônia de anúncio de medidas econômicas.
O ministro terá que deixar o governo porque a Universidade de Harvard, à qual Mangabeira é vinculado, não quis estender a licença dele, que vence em julho.
Mangabeira Unger está há dois anos à frente da secretaria, que é responsável, entre outras atividades, pela gestão do Plano Amazônia Sustentável.
Perguntado também sobre a possível saída da secretária da Receita Federal, Lina Vieira, Lula disse apenas que o ministro da Fazenda, Guido Mantega, é quem cuida do assunto.(Ag.Brasil)

Garantido é o novo campeão da Ilha


Parintins – O boi Garantido desbancou o Caprichoso que lutava pelo terceiro título seguido e venceu o 44° Festival Folclórico de Parintins., realizado naquela cidade interiorana.
O boi vermelho fez 1255,7 pontos contra 1250,9 do Caprichoso.Com a vitória, o Garantido leva o seu 27° título para casa.
- Tivemos momentos difíceis, mas superados pela força dos artistas. Eles fizeram com o que o Garantido chegasse com toda a pompa na arena. A nação estava nos cobrando, pois fizemos de tudo neste dois anos e não levamos. Este ano, a coisa foi diferente, afirmou o presidente da agremiação, Vicente Matos.
O Vermelho e Branco trouxe o tema “Emoção” e apostou nas suas cores e no poder das músicas escolhidas para emocionar o público e os jurados.
O bumbá sofreu este ano devido à enchente que assola o município. O boi precisou deixar seu galpão para produzir as alegorias na rua.
A apuração do festival, aconteceu no Bumbódromo, mesmo local da apresentação das agremiações. A festa é realizada no último fim de semana do mês de junho.
Nas pesquisas e mesmo na opinião dos visitantes do Festivbal, o Caprichoiso teria superado o boi contrário em pelo menos duas apresentações, mas os jurados viram diferente e deram a vitória ao boi vermelho que estavacom um sejum de dois anos.

MOVIMENTO FORA GILMAR DO STF GANHA AS RUAS

B.Horizonte – Aconteceu na última quarta-feira em várias capitais brasileiras, uma manifestação nacional pela saída de Gilmar Mendes do STF. E, desta vez, somaran-se outros setores sociais que não mais suportam calados tantos desmandos nos poderes da república.
As manifestações serão promovidas pelo Movimento Saia às Ruas, uma mobilização que reúne cidadãos e cidadãs de todas as classes sociais, religiões e idades, todos unidos por um país justo.
Nos últimos meses, o Brasil tem sofrido várias derrotas e retrocessos em termos de garantia de direitos, sem se dar conta de que algumas das conquistas mais nobres estão sendo ameaçadas.
O STF, na gestão do pecuarista e empresário Gilmar Mendes, resolveu fazer o jogo sujo que sempre é visto no Congresso desmoralizado por Sarney, Renan Calheiros, Jáder Barbalho, Maluf, ACM e outras pragas da vida política. O povo sofre porque a Justiça trata pobres e ricos de maneira desigual.
Nota-se que os privilégios de classe e o preconceito contra os movimentos sociais persistem na mais alta corte do Brasil. O povo é traídos por quem deveria zelar pela ? e não destruir a ? democracia.
Ao libertar o banqueiro Daniel Dantas e criminalizar os movimentos populares, o pecuarista e empresário Gilmar Mendes revela a mesma mentalidade autoritária contra a qual uma geração inteira de militantes e trabalhadores que lutou, com o objetivo de derrubar a ditadura civil-militar que sufocou o país entre 1964 e 1985.
Ao libertar o banqueiro Daniel Dantas e criminalizar os movimentos populares, o Ministro Gilmar Mendes revela a mesma mentalidade autoritária contra a qual se luta a mais 30 anos. O Brasil já não admite a visão achatada da lei, aplicada acriticamente para oprimir os mais fracos.
O Brasil já não admite a visão achatada e conservadora da lei, aplicada acriticamente para oprimir os mais fracos. O Brasil já não atura palavras de ordem judiciais ? como ?Estado de Direito?, ?devido processo legal? ou ?princípio da legalidade? ? apresentada como se fossem mandamentos divinos para calar o povo. Já não há espaço no Brasil para um Judiciário das elites, um Judiciário das desigualdades.
RETROCESSO
O Brasil assistiu, no dia 17 de junho, ao toque de recolher dado pelo Supremo Tribunal Federal. Por 8 votos a 1, os ministros votaram pelo fim do diploma de jornalismo no país. Isso só aconteceu em resposta a uma ação movida pelo Sindicato das Empresas de Rádio e TV de São Paulo, ou seja, pelos donos da mídia. Essa decisão é mais uma tentativa de silenciar as vozes discordantes, de calar o debate público que se dá através das notícias jornalísticas, sobre os problemas que atrasam o desenvolvimento do nosso país. Os jornalistas apuram informações e apontam os desvios de verbas públicas, os absurdos cometidos contra o povo pelos caciques políticos, como o próprio Gilmar Mendes, presidente do Supremo. Assim, incomodam os poderosos, que mandam e desmandam em nosso país. A alegação do STF para essa decisão não convence, e é, no mínimo, suspeita e contaminada pelo discurso patronal. Liberdade de expressão não diz respeito ao diploma de jornalismo e sim, ao sistema político democrático que a permite ou não. Hoje em dia, qualquer pessoa pode se expressar seja através de blogs, sites, youtube, artigos, carta do leitor, ou de entrevistas para rádios, TVs, jornais, etc. Os jornalistas respeitam e fomentam a liberdade de expressão, mas conhecem na prática o poder da comunicação e zelam dia-a-dia pela função social do jornalismo para a democracia. Nesse momento, é preciso ressaltar a importância da formação ética, técnica e teórica dos jornalistas e o compromisso que têm com a informação de qualidade que contribua com o interesse público. Questionar a formação em jornalismo significa também questionar a formação em outras profissões. Afinal que lugar é dado à educação no Brasil?O fim da obrigatoriedade do diploma para o exercício do jornalismo é uma derrota para a sociedade brasileira, que não deve se calar diante desse ataque desproporcional aos direitos dos trabalhadores e ao direito do povo à comunicação. (Fonte Sind. Jorn. de Minas Gerais)

Lúcio autor do gol do título recebido como popstar


Rio - Lúcio passa rapidamente pelos jornalistas e torcedores em sua chegada ao Rio O gol da vitória na final da Copa das Confederações rendeu ao zagueiro Lúcio uma chegada com pinta de astro no Rio de Janeiro, no desembarque da seleção brasileira, na manhã desta terça-feira. Recebeu aplausos e gritos de incentivo de torcedores e curiosos (brasileiros e estrangeiros) e em seguida foi cercado por jornalistas, antes de ser afastado por seguranças do aeroporto e funcionários da CBF. Deu poucas declarações e saiu apressado para pegar a conexão para Porto Alegre.
- Esse carinho na chegada é fundamental. Fico muito feliz por ter ajudado o Brasil a vencer, mas todos são campeões – disse o zagueiro, recusando a imagem de herói do título na África do Sul, conquistado no domingo.
Assim que passou pela porta que dá acesso ao saguão, antes de enfrentar o batalhão de jornalistas, ele já ouviu seu nome gritado por pessoas que estavam no segundo andar do Aeroporto Internacional. Parou, virou-se para cima e fez um sinal de ok. Num corredor lotado de fotógrafos e torcedores, recebeu muitos aplausos.- Parabéns, Lúcio! Esse merece – disse uma senhora.
Curiosamente, o status de herói da decisão contra os Estados Unidos, na vitória de virada por 3 a 2, coube a um jogador que anda rondando a lista de dispensas do seu clube, o Bayern de Munique. Envolvido até em especulações no Corinthians, ele não quis falar sobre seu destino.
- É difícil agora pensar no futuro. Só quero descansar – disse Lúcio, que no Brasil atuou pelo Inter.(Rede Globo)

FIÉIS VÃO HOMENAGEAR S.PEDRO NO NEGRO

Manaus - A procissão de São Pedro, marcada para sair hoje da Catedral Metropolitana de Manaus, deve reunir mais de 60 mil fiéis durante os festejos. O cortejo fluvial pela baia do rio Negro completa 60 anos de tradição na capital do Estado. O tema deste ano é “São Pedro nos fortalece com a paz e o fruto da justiça”.
O número estimado de embarcações que acompanharão a romaria deve superar o dos anos anteriores. Em 2008, mais de 100 barcos de pequeno, médio e grande porte seguiram a procissão fluvial, segundo uma das organizadoras do evento, Ana Maria Pontes, da Arquidiocese de Manaus.
Uma das atrações da festa é o andor, uma canoa que traz uma tela com a imagem do santo, relíquia trazida do Vaticano, será ornamentada pela Prefeitura de Manaus com arranjos de flores naturais.
Um show pirotécnico também está previsto na tradicional procissão. O cortejo é dividido em três partes: terrestre, fluvial e arraial no Curral do Zulândio, onde a banda Impácto tocará todos os ritmos.
Uma novidade para este ano será um Boneco de São Pedro medindo três metros e que acompanhará todo o cortejo. O boneco foi produzido pelo artista parintinense Karú Carvalho.
Trajeto
Em terra, a romaria passará por algumas ruas do bairro do Educandos até o Centro Cultural Zulândio Pinheiro, próximo ao Amarelinho. No local será celebrada a missa campal.
A romaria segue da Catedral para o Porto do Ajato, na Feria da Manaus Moderna, onde seque por via fluvial a até Ponta do Ismael, no bairro do São Raimundo, passando pela Comunidade de São Pedro, na Compensa III, retornado por volta das 17h30 para o Porto da Panair, no Educandos.(JAM)

Mequinha quebra longo jejum e é campeão

Manaus - A torcida do América, em Manaus, aguardou 15 anos, mas neste domingo voltou a conquistar um título estadual. O América venceu o Nacional por 3 a 0, no estádio Vivaldo Lima, e garantiu a taça de campeão amazonense 2009.
Precisando apenas de um empate para conquistar seu 41º título estadual, o Nacional não quis jogar pela vantagem e buscou imprimir um ritmo forte diante do América no início. Logo a um minuto de jogo, o Nacional já assustou o torcedor americano. Branco recebe na área e finaliza, mas Alcimar realiza grande defesa. Aos quatro minutos, o técnico Wanderley Paiva sofreu uma baixa na equipe. O zagueiro Ricardo sente contusão e é substituído por Cauê. Aos 24’, Thiago Gaúcho por pouco não surpreende o goleiro Alcimar.
O meia percebe o arqueiro adiantando e toca por cima, mas a bola acerta a rede pelo lado de fora.
Já para a segunda etapa, o América voltou a campo disposto a mostrar o motivo de ter realizado a melhor campanha no returno do Campeonato Amazonense 2009 e voltou melhor a campo.Logo aos 4 minutos, o Diabo chegou ao seu gol. Após levantamento na área, Guará aproveita falha de marcação da defesa do Naça e toca para o fundo das redes, abrindo o placar para o Diabo.
Aos 30 minutos, o Nacional por pouco não chegou ao gol. Biro Gomes finaliza ao gol, o goleiro Alcimar rebate e a bola sobra para Branco, que erra a finalização e dá espaço para a recuperação do goleiro do Mequinha.
E aos 35’, o América chega ao seu segundo gol. Diego, que entrou no lugar do contundido Djalma, recebe dentro da área e finaliza para o fundo das redes. Mas ainda aos 42’ novamente Diego estufa as redes do Naça para garantir o título estadual.
Após o gol, o zagueiro Fofão, que já tinha cartão amarelo, foi expulso por comemorar o gol em frente ao banco de reservas do Nacional.
Com o resultado, o América consolida a melhor campanha da competição (com 29 pontos) e conquista seu sexto título estadual. Já o Nacional agora se prepara para disputar a Série D do Campeonato Brasileiro.

Ministro denuncia ameaça de morte


Manaus - Segundo o jornal A Crítica, o ministro dos Transportes Alfredo Nascimento (PR), vai formalizar hoje na Polícia Federal, pedido de garantia de vida para ele e sua família, porque teria sido ameaçado de mote pelo empresário e radialista Ronaldo Tiradentes.
O segundo o ministro, que é senador licenciado e possível candidato ao Governo do Amazonas, a ameaça ocorreu durante uma aconfusão sábado à tarde no estacionamento do aeroporto “Eduardinho”.
“De acordo com relato de pessoas que acomapnahvam o ministro, entre eles, seu filho Gustavo Nascimento, Tiradentes apontou uma arma para o grupo, enquanto gritava eu vou matar você agora”.
Alfredo Nascimento afirmou na oportunidade que não irá polemizar sobre o tato. “Minha conversa com ele será apenas na Justiça”.
O radialista Marcus Santos, que acompanhava Tiranetes na oportunidade, negou que o empresário estivesse armado e o que parecia um gesto de sacar uma arma, era na verdade Tiradentes tentando tirar o bolso o seu celular.
Já o jornal Amazonas Em Tempo anauncia que os radialistas Ronaldo Tiradentes e Marcus Santos, da radio CBN, vão encaminhar denúncia contra o senador-ministro Alfredo Nascimento, ao Conselho de Ética do Senado, por tentativa de agressão. Tiradentes revelou que estava com a família no aeroporto "Eduardinho", quando o ministro chegou acompanhado do filho Gustavo e partiu em sua direção para agredi-lo.(Fonte AC e Em Tempo)

O Brasil conhecerá hoje o campeão de Parintins


Parintins-Am - Após três dias de muita magia, festa e animação com os bumbas Caprichoso e Garantido no “Bumbódromo”, em Parintins, o Amazonas conhecerá hoje no início da tarde o grande campeão do 44º Festival Folclórico de Paritnis, uma das mais populares festas do gênero no País, que teve transmissão direta pela Rede Bandeirantes de Televisão.
Nem a chuva, a grande enchente e muito menos a crise econômica que assola o mundo e que chegou ao Brasil e ao Amazonas, atrapalharam a grande festa popular, que mais uma vez mostrou força e determinação do povo parintinense.
O resultado da grande manifestação popular está nas mãos de nove jurados, que analisaram e avaliaram nas três noites de magia, as apresentações de Caprichoso e Garantido, numa disputa das mais acirradas, a exemplo do que ocorre a cada ano.

Bumbás movimentaram economia parintinense

Parintins (AM) - Nem a atual crise econômica mundial nem as enchentes que abalaram a vida de milhares de pessoas em todo o Amazonas nesses primeiros seis meses do ano impediram a realização da 44ª edição do Festival de Parintins. O espetáculo – que todos os anos leva para a cidade que dá nome ao evento pelo menos 50 mil turistas – até ganhou este ano mais um patrocinador. Em 2009, para promover o novo festival, os bois Garantido e Caprichoso contaram com cerca de R$ 11,5 milhões.
Segundo o Secretário de Finanças de Parintins, Telo Pinto, o festival tem atualmente cinco patrocinadores oficiais, entre eles o governo estadual. Em entrevista à Agência Brasil, ele declarou que a economia da cidade recebe influência direta do evento e que as ações governamentais em infraestrutura e turismo, por exemplo, são voltadas para a promoção da festa.
- O festival impulsiona a economia de Parintins. Mesmo fora da época do evento, os investimentos feitos na cidade, incluindo infraestrutura e outras melhorias, são sempre pensados a partir desse evento. O Festival de Parintins é o grande pulsor econômico do município e tudo gira em torno dessa grande festa-, afirmou.(Ag.Brasil)

domingo, 28 de junho de 2009

A GRANDE ENCHENTE EM MANAUS


Manaus - Os bairros da capital amazonense situados às margens do rio Negro estão submergindo a cada dia, alertando para os limites do que a cidade poderá suportar
Até a última quarta-feira, todos os planos urbanísticos de Manaus levavam em conta a cota de 29,69 m do rio Negro. Na quinta-feira, as águas já estavam acima dessa marca e muitas estruturas, principalmente do Centro, estão comprometidas. As redes de esgoto e drenagem são as principais.
Os 29,72 m de elevação do rio Negro, medidos na última sexta-feira, 26, ‘derrubaram’ as previsões do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) – que no terceiro alerta no dia 1º de junho estimava a cota máxima deste ano em 29,57m – e deixaram 8.200 famílias desabrigadas na capital amazonense, 65 mil em todo Estado e uma média de 392 mil pessoas afetadas pela cheia.
O Centro de Manaus ganhou novo cenário com ruas alagadas e prédios históricos, como o da alfândega, interditados, e verdadeiras ‘trincheiras’ construídas com sacos de areia para conter a invasão das águas. Algumas ruas tiveram o trânsito interrompido e moradores de vários edifícios começaram a deixar suas residências porque a rede de esgoto encheu e o fluxo retornou às casas.
De acordo com o secretário municipal de Infraestrutura, Américo Gorayeb, a situação é caótica, porém suportável. “É claro que ninguém estava preparado para isso (enchente).
Hoje, tanto a rede de esgoto quanto a rede de drenagem do Centro de Manaus estão comprometidas porque foram construídas para trabalhar sem pressão, somente à base da gravidade, e agora também não estão mais permitindo o escoamento da drenagem para dentro do esgoto”, disse.
Para complicar ainda mais a situação, Gorayeb citou que a maioria dos prédios do Centro foi construída em cima das galerias e foram feitas ligações clandestinas que saturaram ou danificaram a rede de drenagem.
DEPOIS A RECONSTRUÇÃO
Para Américo Gorayeb, pior que a enchente será o período de vazante, quando serão necessários cuidados com a saúde da população e a reconstrução de boa parte da cidade. “A prefeitura terá que enfrentar a reconstrução das ruas, consertar as redes partidas, esgotos e drenagem. Vamos ter um trabalho gigantesco para normalizar tudo e isso deve durar um período de 30 dias”, afirmou. De acordo com o prefeito Amazonino Mendes, o município terá que investir R$ 20 milhões nessa tarefa.
Quanto à cota 30 — nível em que estabelece a altura das edificações na cidade, tomando por base o histórico hidrológico, que tinha a cota de 29,69 m como máxima, até agora — o secretário explicou que pouco se pode fazer para evitar o comprometimento dessas estruturas. “Não temos como resolver o problema porque teríamos que deslocar tudo para uma cota maior, o que é humanamente impossível. O que a gente pode fazer é conviver com o problema como os nossos antepassados sempre conviveram”, declarou. Ele ressalta que a prefeitura está preparada para recuperar o que for danificado pela enchente.
Segundo a arquiteta e urbanista Cristiane Sotto Maior, o limite mínimo de cota (topográfica) já existe no Plano Diretor de Manaus. “Já temos isso em lei que estabelece os limites nos cursos d’água da cidade. As construções devem deixar 30 metros livres contando com o nível da maior enchente que, inclusive, é medido pela Semma e Ipaam. O Plano estabelece a cota de 31 metros, ou seja, dois metros a mais que a última cota da maior enchente que foi a 1953”.

O reajuste federal vem aí

Aqui está uma boa notícia para os pobres e sofridos servidores públicos federais (Poder Executivo)que poderão ter algus reais a mais nos contracheques de Julho, segundo anucia nota publicada em primeira página do jornal Diário do Amazonas deste domingo.
Mesmo contrariando alguns ministros da chamada área economica, o presidente Lula(PT), bateu o martelo e disse que o reajuste a que os servidores federais tem direito, sairá mesmo em julho.
Para alguns observadores políticos, isso faz parte da estratégia política com vistas as eleições do próximo ano. Os servidores não querem saber se é estratégia ou não. O que eles querem e já faz tempo é o reajuste, ainda que minguado.

No Vivaldão empate dará título ao Naça

Nacional, o maior papa títulos da história do futebol amazonense e América, time com poucas conquistas, decidem hoje a tarde no Vivaldo LOima o campeonato amazonense de futebol profissional.
O Nacional, com a melhor campanha do certame, joga por dois resultados iguais para conquisgar o título. No primeiro jogo oresultado foi o empate em 1 X 1 e hoje um novo empate daráo título ao Naça.
Nacional, time de maior tradição e de maior torcida no Estado, para muitos entra em campo na tarde de hoje como favorito, embora tenn ha empatado a primeira partida da decisão com um gol contra do zagueiro. O América é um time modesto,porém guerreiro e quer muito ganhar o título, fato que não ocorre há muitos anos, por isso,segundo os jogadores do Mequinha, esse será o jogo das duas vidas.
Ao guerreiro América só resta uma alternativa, vencer o jogo e evitar que o Mais Querido aumente a sua coleção de títulos no Amazonas.

Seleção decide hoje Copa das Confederações


Africa do Sul -Na terra do maior diamante do mundo, Dunga quer lapidar seleção com título.
Campeão da Copa América em 2007, treinador comanda o Brasil(foto-treino),SELEÇÃO contra os Estados Unidos na final da Copa das Confederações neste domingo
Alguns já são diamantes lapidados, que valem milhões de dólares. Outros são joias descobertas recentemente, na África do Sul, e prontas para garantir um lugar na Copa do Mundo.
A cerca de 100 quilômetros do local onde foi encontrado o maior diamante da história, a seleção brasileira enfrenta os Estados Unidos na decisão da Copa das Confederações neste domingo, às 15h30m (de Brasília).
No estádio Ellis Park, em Joanesburgo, Dunga corre atrás do segundo título no cargo. O momento ideal para o técnico, campeão da Copa América em 2007, mostrar que o trabalho de garimpo de jogadores está no caminho certo para 2010.
Terceiro reserva em 2006, Julio César é unanimidade no gol. Na lateral direita, dois gigantes brigam pela vaga de titular: Maicon e Daniel Alves. Miranda firmou-se como reserva na defesa, liderada pelos experientes Lúcio e Juan. André Santos e Kleber surgiram como principais opções na esquerda, ainda órfã de Roberto Carlos. No meio, Felipe Melo e Ramires deixaram as desconfianças de lado e viraram pontos de referência. Entre os atacantes, Luís Fabiano assumiu a camisa 9 e Alexandre Pato é a joia a ser lapidada para 2014. Kaká e Robinho são os diamantes mais valiosos.(GE)

Influenza "A" chegou ao Amazonas

Amazonas
Amazonas registra primeiro caso de gripe suína em Manaus
Manaus – O primeiro caso de gripe suína (Influenza A) está confirmado no Amazonas. De acordo com informaçoes da agência de comunicaçao do Estado, o paciente foi atendido no Hospital da Fundaçao de Medicina Tropical com suspeitas da doença, no dia 23 de junho.
O Laboratório do Instituto Evandro Chagas em Belém, que examinou o material biológico, confirmou a gripe suína.
De acordo com a nota, o paciente encontra-se bem, em casa, sob quarentena domiciliar. 49 pessoas que tiveram contato com o paciente também estáo sendo monitoradas.
O rapaz, vítima da doença, é atleta da Federação de Judô do Amazonas e nao teve o nome divulgado. Ele chegou a Manaus na terça-feira vindo do Chile onde participou do Campeonato sul-americano de Judô junto com outros quatro atletas amazonenses. Ao sentir simtomas da doença , procurou atendimento médico.
O Centro Literatus, escola onde o atleta estuda, suspendeu as aulas na sala dele, seguindo orientação da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS). O diretor presidente da Fundação, Evandro Melo informou que a escola adotou o procedimento correto. Melo ressaltou que não há necessidade de isolar a escola e dispensar os alunos. A recomendação, por precaução, é apenas isolar a sala de aula e monitorar os alunos que tiveram contato próximo. Melo frisou que a gripe só infecta quem tiver contato próximo e permanente com a pessoa doente.
O Comitê Estadual do Amazonas encontra-se em vigilância continua, monitorando, avaliando e redefinindo as estratégias e ações em função do momento epidemiológico. A preocupaçao são com os voos vindos de São Paulo, estado onde exite o maior número de casos da doença no Brasil.(Ag.Brasil)

Iranduba submersa


Manaus - A cidade de Iranduba, próxima a Manaus, situada quase inteiramente em área de várzea, certamente é uma das que mais atingidas pela grande enchente deste ano no Amazonas.
Na cidade pontes de madeira foram construídas para a população se locomover e canoas navegam pela cidade, em locais que até pouco tempo eram ruas onde trafegavam carros.
Segundo o prefeito Nonato Lopes, a situação no município, incluindo as zonas rurais e urbana é de emergência emtodas as providências estão sendo tomadas pela administração municipal com um grande apoio do Governo do Estado para amenisar a situação, que no entendimento do prefeito é drmática.
Dados oficiais divulgados pela prefeitura, apontam que mais de três mil famílias foram atingidas.2,3 mil famílias já receberam o cartão SOS,distribuído pelo governo do Estado às vítimas da enchente. O SOS dá direito a um resgatem em dinheiro no valor de R$ 300.
A Prefeitura, por meio do governo do estado, entregou aos moradores, mais de 700 duzias de madeira para construção de pontes e marombas. De acordo com o prefeito Raimundo Nonato Lopes, 41 escolas estáo com as aulas suspensas e muitas pessoas estáo sendo retiradas de áreas alagadas e levadas para abrigos improvisados em escolas e instituições da cidade.
A comunidade do Cacau-Pirera, próxima ao município, está com 90% dos bairros inundados. O centro da cidade está debaixo de água e moradores utilizam canoas para andar pelas ruas. Mais de cem famílias estão morando em escolas e abrigos.(Prefeitura)

A PONTE AVANÇA SOBRE O RIO NEGRO


Manaus - Apesar de alguns problemas com as leis ambientais, e marítimas, o Governo do Estado continua trabalhando de vento em popa na construção da ponte sobre o rio Negro,(Manaus-Iranduba), com inauguração o prevista para março do próximo ano e que sem dúvida, será um dos cartões postais da cidade, em tempo de Copa do Mundo.
Consciente da grandiosidade da obra e sua enorme importância socioeconômica, especialmente para a Região Metropolitana de Manaus, o Governo vem cumprindo com todas as obrigações legais, dando a certeza de que a grande obra será concluída de acordo com o cronograma estabelecido, em março.
Por questões legais, o Governo do Estado tem um prazo de 180 dias para cumprir com 30determinações técnicas relacionadas as questões marítima, ambiental, indígena e de patrimônio histórico, sob pena de sofrer embargos, de acordo com o Termo de Conciliação firmado entre o Governo do Estado e a Advocacia Geral da União.
Consciente de que essa será a grande obra que deixará para a história, o governador Eduardo Braga, (PMDB), garante que a obra está cumprindo com todas as exigências ambientais e os trabalhos caminham de acordo com o cronograma estabelecido, devendo ser inaugurada e aberta ao tráfego em março do ano que vem.
Os municípios que serão diretamente beneficiados com a construção da ponte como Iranduba, Manacapuru e Nova Ayrão, Manaquiri, Anamã e Caapiranga, terão duas histórias a contar. Uma ante4s e outra depois da sua construção.
DADOS TÉCNCOS
A Ponte sobre o Rio Negro terá um comprimento total de 3.505 metros, incluindo aí as rampas de acesso nos pontos de chegada e saída em Manaus e em Iranduba. Em termos de vãos, serão 73 vãos, sendo que estes vãos terão – em sua grande maioria, uma extensão 45 metros entre cada pilar.
A extensão do trecho estaiado – onde estarão afixados os canos de sustentação, chamados estais, será de 400 metros. Ainda nesse trecho estarão os dois maiores vãos da ponte, em sua parte central, com 200 metros de comprimento, sendo um de cada lado da torre central, em formato de diamante, que terá exatos 182 metros de altura.
A largura total da ponte será de 20,70 metros, o que disponibilizará quatro faixas de tráfego – duas de cada pistas, além de passeio para pedestres em ambos os lados da pista. No trecho estaiado, a largura será um pouco menor, da ordem de 20,60 metros, por conta da colocação dos estais, dos cabos de fixação e apoio nesse trecho.
A altura do vão central será de 55 metros, contados do tabuleiro da ponte até o bloco do pilar maior na cota 30, ou seja, na maior enchente do rio. Na vazante, esse número aumenta.
O secretário de Infra-Estrutura, Marco Aurélio de Mendonça, disse, exemplificando, que “na hipótese de que o rio tenha uma vazante de 10 metros, esse número subirá para 65 metros”. Essa marca permite que transatlânticos, que navios de grande porte possam passar por sob a ponte e chegar até o arquipélago das Anavilhanas ou outro destino qualquer, sem nenhuma preocupação. Essa cota poderia ser bem menor, reduzindo consideravelmente o custo da obra, mas por determinação do governador Eduardo Braga essa cota foi mantida para garantir total segurança e tranqüilidade para a navegação a montante da ponte, ou seja, em direção às cabeceiras do rio.
Voltando a falar da torre central, seu formato em diamante será o primeiro a ser construído no Brasil, com uma altura de 182 metros, o que equivale a um prédio de 60 andares. “Uma pessoa que se posicionasse no ponto mais alto desse pilar, teria uma visão bem abrangente do cenário local, talvez até do arquipélago das Anavilhanas de um lado, e do Encontro das Águas a jusante”, explicou o secretário.
Esse vão central – com 400 metros de extensão, terá o apoio de 104 estatais, que são os cabos de sustentação. Aponte toda terá 426 vigas pré-moldadas. Os locais de acesso, de um lado e outro, aqui em Manaus e no Iranduba, foram escolhidos a permitir uma inclinação mínima da rampa, que ficará em 3,01% - no máximo, o que permitirá o tráfego de carros e cargas de qualquer porte, como por exemplo de tijolos, sem os problemas verificados atualmente quando do desembarque das balsas, cuja inclinação não é a ideal para esse tipo de carga.(Blog e Agecom)

sábado, 27 de junho de 2009

Cervejas especiais ampliam mercado

Pequenos fabricantes do interior do país descobriram um lucrativo nicho dentro do vasto mercado de cerveja no Brasil, que produz mais de 10 bilhões de litros ao ano e disputa a terceira posição mundial com a Alemanha: o segmento de cervejas especiais.
Neste mercado, a bebida é produzida em pequenas quantidades e com matérias-primas diferenciadas, com o objetivo de satisfazer um público disposto a pagar mais por um produto feito fora das grandes linhas de produção.
De acordo com o presidente do Sindicato Nacional da Indústria da Cerveja (Sindicerv), Enio Rodrigues, existem 110 microcervejarias operando oficialmente no país. Pequenos empresários que investem neste segmento dizem que esperam vendas até 50% em 2009, em relação ao ano passado.
As fábricas são de pequeno porte, na maioria familiares, e produzem cervejas para serem bebidas em quantidades menores, por consumidores que apreciam os diferentes sabores proporcionados pela bebida. Neste segmento, uma garrafa pode sair por até R$ 30
Segundo Álvaro Nogueira, do Centro de Tecnologia em Alimentos e Bebidas do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Rio de Janeiro (Senai-RJ), calcula-se que o mercado de cervejas "premium" no país cresça, em média, 15% ao ano, ou três vezes mais que o setor destinado ao grande varejo.
Para abrir uma cervejaria, o investimento varia de acordo com o grau de automação que o pequeno empresário pretender imprimir à produção. Segundo o Sebrae, serviço que fomenta as pequenas empresas, o investimento inicial em equipamentos fica em aproximadamente R$ 130 mil.
Mas Nogueira, do Senai, diz que o valor é maior para uma emrpesa preocupada com um envase profissional, que garante mais qualidade ao produto. Neste caso, diz ele, o investimento pode chegar a R$ 300 mil.
O Senai-RJ trabalha com microcervejarias, ajudando tanto na montagem da estrutura industrial quanto no desenvolvimento da bebida. A instituição também criou o curso de técnico cervejeiro, profissional responsável por garantir que a receita criada pelos mestres na bebida – com diferentes quantidades de cevada, trigo, álcool e outros ingredientes – seja reproduzida em larga escala na medida certa.
O mercado "premium" representa hoje cerca de 4,5% do faturamento do setor de cerveja no país. Dentro desse segmento, de alto valor agregado, segundo a mestre cervejeira Cilene Saorin, as microempresas têm cerca de 50% de participação.
O crescimento das cervejas especiais, que já está acelerado, tende a aumentar nos próximos anos, na avaliação dela.
Nos últimos anos, "gigantes" do setor de bebidas reconheceram a importância das cervejas especiais. A Schincariol, por exemplo, comprou a Baden Baden, a Devassa e a Eisenbahn, que antes eram "independentes" e líderes no segmento.
“A tendência é que as pessoas se interessem mais (pelas cervejas especiais) com o aumento do acesso à informação sobre o produto”, diz Cilene. “São produtos voltados ao apreciador de cerveja, aquele que não bebe somente em volume, para se refrescar.(Fonte G1)

PEDIATRAS RETORNAM ÀS MATERNIDADES


Manaus- A Cooperativa dos Pediatras Neonatologistas do Amazonas (Coopaneo) decidiram, na noite de ontem (26), aceitar a proposta da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), de prorrogar o contrato por três meses, e os médicos já retornaram ontem mesmo, por volta das 23h, às maternidades.
Após uma série de atos da Justiça para impedir a saída dos pediatras das maternidades, que culminaram com a prisão do presidente da Coopaneo, Paulo Wagner Brandão, os neonatologistas se reuniram em assembleia e decidiram aceitar a proposta do Governo, diante da apresentação de um documento formal no qual a Susam se compromete a negociar o reajuste em 90 dias. O presidente da cooperativa conseguiu habeas corpus ontem mesmo, e presidiu a assembleia.
O contrato entre a prestadora de serviço e o governo do Estado encerrou no dia 25 de maio deste ano, e não havia sido renovado, de acordo com Paulo Wagner. "Não teria como obrigar os cooperados a retornar ao trabalho sem uma garantia de que seriam pagos, pois não havia contrato".
Em entrevista à Rádio Amazonas FM, o secretário da Susam, Agnaldo Costa, afirmou que os únicos prejuízos com a saída dos pediatras foram com aluguel de leitos em hospitais particulares, que custou R$ 18 mil, ao todo.
Com a prorrogação do contrato e o retorno dos neonatologistas às maternidades, o processo seletivo que foi aberto ontem para contratação de pediatras foi cancelado, de acordo com o secretário. “Essa foi apenas uma das recomendações do juiz da Infância e Juventude. As outras duas serão cumpridas”, disse.
Agnaldo Costa se referiu à determinação para que o Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) específico para a carreira médica seja enviado para aprovação definitiva à Assembleia Legislativa do Estado (ALE) e sancionado pelo governador, e para que o valor pago pelos plantões dos neonatologistas seja revisto e reajustado.(Fonte portalamazonia-Foto: Shutterstock)

Enchente provoca interdição da Feira na Manaus Moderna

Manaus - Por orientação da Diretoria de Vigilância em Saúde (Dvisa), a Secretaria Municipal de Produção e Abastecimento (Sempab) vai interditar parte da Feira Municipal Coronel Jorge Teixeira, a Manaus Moderna, onde estão instaladas as bancas de peixes e carnes, alagadas pela subida das águas do Rio Negro.
Desde o início da tarde de ontem (26), técnicos da Dvisa estão realizando uma vistoria da Feira Manaus Moderna e das áreas no entorno para verificar as condições sanitárias. Essa fiscalização vai resultar em um laudo técnico, que deverá ser divulgado na próxima segunda-feira (29), que indicará a impossibilidade de manter a comercialização dos produtos alimentícios em algumas áreas da Manaus Moderna.
Antes da oficialização do laudo, porém, o secretário de Produção e Abastecimento, José Aparecido dos Santos, já antecipou a necessidade de retirar as bancas do setor de peixes e carnes e até algumas de frutas e verduras.
Com o auxílio da Defesa Civil e da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), a Sempab está construindo bancas de madeira semelhantes àquelas utilizadas para os feirantes do Mercado Adolpho Lisboa, alguns metros à frente, na Feira da Banana.
Aos consumidores, a Sempab reforça que, até o final da tarde de hoje (27), todo o peixe e a carne da Manaus Moderna serão transferidos para a frente da Feira da Banana, onde poderão ser adquiridos normalmente pelos consumidores.(Semcom)

NOVAS DESCOBERTAS CONTRA SARNEY NO SENADO


Brasilia -O jornal Folha de S. Paulo divulgou ontem que a teia de nomeações políticas nos gabinetes do grupo liderado pelo senador José Sarney (PMDB-AP) mostra pelo menos nove novos casos de aparelhamento envolvendo o clã. Os dados estão disponíveis desde anteontem na página do Senado na internet.
Principal “faz-tudo” da família em Brasília, o ex-deputado Chiquinho Escórcio foi recompensado com empregos para sua mulher, Alba Leide Nunes Lima, e sua filha, Juliana.
Alba trabalha desde março de 2008 no gabinete pessoal de Sarney. Juliana acaba de ganhar uma nomeação no gabinete do senador Mauro Fecury (PMDB-MA), que assumiu a vaga deixada por Roseana Sarney (PMDB), que assumiu o governo do Maranhão.
Escórcio também está de emprego novo. Foi nomeado por Roseana representante do governo em Brasília, cargo com status de secretário estadual.
Há dois anos, ele foi acusado de espionar os senadores Demóstenes Torres (DEM-GO) e Marconi Perillo (PSDB-GO) por orientação do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), de quem era assessor especial. Escórcio negou a denúncia.
Usando um mecanismo regimental polêmico, Sarney encaixou na estrutura da Direção-Geral seu assessor de imprensa para o Amapá, Said Dib. Sem vagas disponíveis em seu gabinete, ele pediu ajuda ao então diretor-geral Agaciel Maia, segundo Dib.
“O presidente Sarney pediu para o Agaciel encontrar uma solução para me manter como assessor, e a solução foi uma lotação na Direção-Geral”, afirmou o assessor, que cuida do blog de Sarney.
Na Direção-Geral, ninguém conhece Dib. O regimento interno do Senado é omisso quanto a assessores lotados em um lugar que trabalham em outro.
Segundo a assessoria da Casa, casos assim “podem” ser autorizados, mas não houve resposta sobre esse exemplo. Assinante do jornal leia mais em: Família Sarney emprega mais nove aliados.(Ag.Folha)

BRAGA ANUNCIA PRORROGAÇÃO DE INCENTIVOS


As negociações ‘costuradas’ entre o governador Eduardo Braga (foto)e o Governo estadual, ao longo deste mês, surtiram efeito.
No início da noite de ontem, após conversa com o ministro da Fazenda Guido Mantega, o governador do Estado, Eduardo Braga, anunciou a extensão por mais 90 dias da isenção da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) para o setor de duas rodas do Polo Industrial de Manaus (PIM).
Na carona do incentivo, as indústrias de termoplásticos também foram beneficiadas. Assim como as montadoras de moto, as empresas de material plástico do polo manauara tiveram postergado, por mais três meses, a isenção do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) sobre a taxa de energia elétrica.
A informação foi confirmada pelo secretário de Estado da Fazenda, Isper Abrahim. “Está confirmado. E, no máximo terça-feira, o acordo será formalizado pelos governos estadual e federal”, disse. “Foi uma decisão fundamental. A ação possibilita que as empresas dos segmentos se mantenham competitivas e gerando empregos”, afirmou Abrahim, ao ressaltar que a maior preocupação do governador são os postos de trabalho da população manauara.
De acordo com o secretário, com a extensão dos benefícios, as montadoras de motos devem manter o acordo de não demissão pelo mesmo período.
Para o presidente da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas e Similares (Abraciclo), Paulo Takeuchi, a ampliação dos incentivos é o caminho mais coerente a seguir neste momento. “A prorrogação deverá contribuir para sairmos fortalecidos dessa crise”, destacou Takeuchi, ao afirmar que as isenções só precisam durar até setembro, já que o setor espera resultados positivos neste segundo semestre.
Agora, as montadoras de duas rodas terão de estender também o acordo firmado com o Estado de não demissão por mais 90 dias.(Agecom)

Enchente isola Iranduba



Manaus -A região de Iranduba,próxima a capital, que inclui o distrito Cacau-Pirêra, está isolada pela cheia do rio Negro. Muitos estabelecimentos fecharam suas portas e aulas foram interrompidas. Mais de 2,3 mil famílias já receberam o cartão ‘SOS Enchente’.
“Perdi todo meu roçado, minha casa foi alagada e não tenho dinheiro para comprar madeira”, desabafou a dona-de-casa Maria José Lima, 70, que há mais de 30 anos mora na Ilha do Baixinho, comunidade distante a 30 minutos de lancha do município de Iranduba, a 32 km de Manaus.
Assim como dona Maria José, aproximadamente três mil famílias estão na mesma situação neste município de acordo com informações da Prefeitura. As vítimas se encontram espalhadas em três lugares da região. Só no distrito de Cacau-Pirêra são mais de 1,6 mil, às margens do rio Solimões mais 1,2 mil e na orla do rio Negro 200 pessoas já foram atingidas de alguma forma pela cheia do rio.
Os números da cheia são alarmantes. Até agora mais de 2,3 mil famílias em todo o município receberam o cartão ‘SOS Enchente’, com o valor de R$ 300. No Cacau-Pirêra foram entregues 865 cartões. Ainda, foram entregues mais de 700 dúzias de madeira para a construção de maromba e pontes, 41 das 59 escolas tiveram o período letivo interrompido para servir como abrigo, 100% da estrada da Costa do Iranduba está debaixo d’água e dezenas de bairros tomados pela água.
De acordo com o prefeito de Iranduba, Raimundo Nonato Lopes, a prefeitura tem auxiliado os moradores com a distribuição de madeiras, tirando as pessoas das áreas alagadas e as levando para abrigos improvisados nas escolas e instituições da cidade. Nonato Lopes afirmou ainda que a ajuda do governo Estadual e Federal tem sido fundamental para atender esses moradores. “Muitas pessoas foram atingidas e tentamos atender o máximo que podemos”, ressaltou.
O presidente da comunidade do Cacau-Pirera disse que 90% do local está inundado. “No centro da cidade nunca tinha acontecido isso. Na rua do comércio os comerciantes estão improvisando para fechar as portas”, comentou.
Nas ruas que ainda não existem ponte, para andar somente utilizando canoa ou pequenas embarcações. Ainda no Distrito, todo o bairro da Cidade Nova está debaixo d’água. Só é possível saber que há ruas asfaltadas no local em função de os postes e as redes de alta-tensão que ainda restam.
No bairro há aproximadamente 280 casas, a maioria de madeira, e grande parte dos moradores continuam no local. Na oficina mecânica os carros e todas as pontes que a Defesa Civil do Município havia feito foram encobertos pela água do rio Negro.
AULAS SUSPENSAS
O ano letivo das escolas municipais de Iranduba foi interrompido de acordo com informações da Secretaria Municipal de Assistência Social. Segundo a secretária Estelita Vasconcelos, no Cacau-Pirêra mais de cem famílias foram encaminhadas para estas escolas. O tempo previsto para a permanência dessas pessoas nos alojamentos nesses abrigos era de 90 dias, mas como a cheia continua esse período deve aumentar. “Enquanto essas famílias não tiverem para onde ir, elas continuarão nas escolas. Então, as aulas estão suspensas e só retornam assim que tiver condições”, afirmou.(Fonte Em Tempo)

COMO CANDIDATO - *Osny Araújo


Prestigiado por todos os seguimentos políticos, econômicos e sociais, o vice-governador Omar Aziz,(PMN, recebeu no meio da semana a Medalha de Ouro Cidade de Manaus, outorgada pela Câmara Municipal em reconhecimento aos bons serviços prestados ao Estado e especialmente a Manaus.
Com o plenário “Adriano Jorge” repleto de autoridades e populares lotando as galerias, a concorrida solenidade na Câmara Municipal de Manaus parecia até campanha e quem sabe eleitoral e os elogios ao político e ao cidadão Omar Aziz brotavam de todos os lados e de todas as formas, demonstrando que o homem está com bala na agulha e quem sabe com o olhar fixado em 2010.
Político habilidoso, com jeitão conciliador, Aziz consegue conversar com desenvoltura com políticos adversários ou não e assim, vai construindo a sua trajetória que começou pela Câmara Municipal de Manaus, passou pela Assembléia Legislativa do Estado e hoje tem a função de vice-governador, auxiliar direto do Governador Eduardo Braga, (PMDB), que em função dos constantes compromissos do governador fora do Estado, tem assumido inúmeras vezes o comando do Estado, sem nenhum comprometimento.
O homenageado que deverá ano que vem assumir o Governo do Estado em razão da desincompatibilização do governador Eduardo Braga, que disputará uma vaga no Senado da República, foi tratado pelo prefeito Amazonino Mendes, (PTB), durante o seu discurso na Câmara Municipal como governador, lembrando que na recente campanha eleitoral Amazonino e Omar foram adversários.
De acordo com a legislação eleitoral, mesmo assumindo o cargo de governador, Omar Aziz poderá disputar a eleição ano que vem como candidato ao Governo. Se isso ocorrer, Braga, que será candidato ao Senado e Amazonino, que parece não estar muito entusiasmado em disputar o pleito, vestirão uma tremenda saia justa.
O fato, é que os dois políticos, tem estado muito próximo a senador-ministro Alfredo Nascimento, (PR), nome certo para disputar o Governo do Amazonas em2010, inclusive com apoio do presidente Lula (PT), de quem o governador Eduardo Braga é aliado de primeira linha e certamente tem agora, o apoio do prefeito Amazonino Mendes.
Como se vê, a coisa poderá ficar quente politicamente no Estado. Tudo dependerá da posição a ser assumida por Omar Aziz. Se não for candidato, as coisas serão mais fáceis para Braga e Amazonino e Nascimento, se for, a questão ficará bem complicada, a nível de apoio político, considerando compromissos extra-oficias assumidos com a futura candidatura de Alfredo Nascimento ao Governo.
Claro que com tudo o que viu e ouviu durante a solenidade em sua homenagem na Câmara Municipal de Manaus, Omar Aziz ficou balançado, ou melhor, está balançando e quebrando a cabeça para saber qual decisão será tomada.
Se assumir o Governo do Estado sem ser candidato ao Governo, ficará no mínimo dois anos sem mandato eletivo e poderá costurar com tranqüilidade a eleição para a Prefeitura de Manaus. O ruim de tudo isso, é que político não gosta de ficar sem mandato.
Uma coisa ficou evidente. O prestígio político do vice-governador Omar Aziz no Estado está em alta e com a Inteligência que Deus lhe deu saberá tirar proveito dessa situação. O melhor é esperar para ver o que acontecerá, até porque, em política nada é impossível.
*Osny Araújo é jornalista e analista político.
E-Mail: osnyaraujo@bol.com.br

SEDE DA FUNASA SAQUEADA PELOS ÍNDIOS


Manaus - Computadores, aparelhos de GPS e máquinas fotográficas furtadas, carros e estoques de remédios saqueados e depredações em arquivos e instalações físicas foram alguns dos prejuízos já computados pela Fundação Nacional de Saúde (Funasa), após a invasão dos indígenas à sede do órgão em Manaus, que só terminou na manhã de ontem (26).
Segundo o diretor do Departamento de Saúde Indígena, Wanderley Guenka, ainda não é possível saber ao certo quanto vai custar à União os danos deixados pelos indígenas, mas ele acredita que os prejuízos serão maiores que os da última invasão.
- Normalmente, nós determinamos que seja desligada a luz e a água, mas desta vez decidimos manter a energia elétrica porque tínhamos em estoque um medicamento contra Hepatite B que custa R$ 1 mil cada ampola. Infelizmente nosso esforço foi em vão, porque eles estragaram ou roubaram quase tudo - afirmou.
Policiais federais realizaram inspeção no local, na manhã de ontem, para avaliar os prejuízos e verificar as condições em que a sede do órgão foi deixada. O superintendente da PF, Sérgio Fontes, disse que será instaurado um inquérito policial para apurar os responsáveis pelo roubo e depredação.
Wanderley Guenka disse, ainda, que o expediente interno da Funasa retorna na segunda-feira, e durante toda a semana, os funcionários vão levantar todo o material e a documentação que foi extraviada ou desapareceu.(Portal Amazonia)

sexta-feira, 26 de junho de 2009

MP quer cassar Dr.Gomes da CMM

Mamaus - O vice-procurador-geral Eleitoral do Amazonas, Francisco Xavier, recomendou a cassação do mandato do vereador Francisco Gomes (PMN), o Dr. Gomes, em recurso especial apresentado pelo Ministério Público junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
De acordo com informações publicadas no jornal A Crítica, o caso deverá ser julgado pela Corte Superior já nos próximos dias. O relator do processo é o ministro Marcelo Ribeiro.
Gomes teve o diploma cassado pela então juíza do Pleito de 2008, Maria Eunice Torres do Nascimento, por prática de crime eleitoral ao promover confecção de dentaduras em troca de votos.
O parlamentar recorreu da cassação junto à Corte do Tribunal Regional Eleitoral que no dia 19 de março considerou as provas como insuficientes para a cassação do vereador e Gomes, que estava na Câmara Municipal de Manaus por força de liminar concedida pelo juiz Elci Simões, teve seu mandato de vereador assegurado em 2ª instância.(Fonte A Critica)

OMAR AZIZ MOSTRA PRESTÍGIO


Manaus - O governador Eduardo Braga elogia o vice-governador Omar Aziz,(foto) seu parceiro de governo e homenageado com a mais alta honraria da Câmara Municipal de Manaus
A concessão da Medalha de Ouro Cidade de Manaus ao vice-governador Omar Aziz reuniu todas as cores partidárias e sociais e religiosas, numa demonstração de respeito.
Representantes dos mais diversos segmentos da sociedade lotaram o plenário e a galeria da Câmara Municipal de Manaus na manhã de ontem para homenagear o vice-governador Omar Aziz, que recebeu a Medalha de Ouro Cidade de Manaus, em reconhecimento por seus trabalhos em prol da capital amazonense. Numa cerimônia em que a emoção se destacou, autoridades das esferas municipal, estadual e federal se revezaram no discurso para demonstrar tanto a trajetória política do homenageado como as possibilidades do futuro. O governador Eduardo Braga e o prefeito Amazonino Mendes chegaram a declarar que Omar “está preparado para ser o próximo governador do Amazonas”.
Logo cedo, os espaços da CMM foram tomados por políticos, líderes religiosos, empresários, representantes das três Forças Armadas e da Polícia Militar, secretários de Estado e de Município e representantes de bairros e comunidades, alguns portando cartazes de agradecimento ao homenageado.
Todos os que se pronunciaram durante a sessão solene destacaram a presença de tantos amigos do vice-governador. O prefeito Amazonino Mendes garantiu: “Não conheço na história desta Casa uma homenagem tão forte, tão bonita e tão participativa quanto esta”.
Na mesa presidida pelo presidente da CMM, vereador Luiz Alberto Carijó, sentaram-se lado a lado o governador Eduardo Braga e o prefeito Amazonino Mendes, o presidente da Assembleia Legislativa do Estado, deputado Belarmino Lins, os deputados federais Vanessa Grazziotin, Rebecca Garcia, Silas Câmara e Lupércio Ramos, e ainda os desembargadores Flávio Pascarelli, representando o Tribunal de Justiça do Estado, a desembargadora Maria das Graças Figueiredo, presidente do Tribunal Regional Eleitoral, o conselheiro Érico Xavier Desterro e Silva, presidente em exercício do Tribunal de Contas do Estado, a superintendente da Suframa, Flávia Grosso, o procurador-geral de Justiça Otávio Gomes, o capitão de fragata Nilton Levy Alvim Júnior, representando o comando do 9º Distrito Naval, o major brigadeiro do ar Jorge Cruz de Souza e Mello pelo 7º Comando Aéreo Regional e o coronel José de Castro Gama, representando o CMA. As igrejas Católica e Evangélica foram representadas, respectivamente, por dom Luiz Soares Vieira, arcebispo metropolitano de Manaus, e pelo pastor Samuel Câmara da Assembleia de Deus e o pastor Moisés.
No plenário, além da família de Omar Aziz estavam políticos, administradores, secretários e jornalistas, e a galeria ficou completamente tomada por populares. Depois da execução do Hino Nacional, uma banda interpretou a canção ‘Amigo’, de Roberto e Erasmo Carlos. Seguiu-se a exibição de um VT biográfico de Omar e, depois, os discursos dos vereadores Glória Carrate e Arlindo Júnior, autores da proposta de concessão da comenda ao vice-governador.( Fonte Em Tempo)

LULA SANCIONA MP DA AMAZÕNIA

MANAUS - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou nesta quinta-feira (25) a Medida Provisória 458/2009 (MP da Amazônia) com veto ao artigo 7º na íntegra, que previa a transferência de terras públicas a empresas e pessoas que não vivem na área, mas que exploram indiretamente a terra. A MP deve atingir 400 mil propriedades e beneficiar 1,2 milhão de pessoas.
Lula também vetou parte do artigo 8º que fazia referência ao 7º. A MP será publicada amanhã no Diário Oficial da União. O Congresso tem a prerrogativa de derrubar vetos presidenciais, mas a ação raramente acontece.
Com a sanção da medida, 67,4 milhões de hectares de propriedades da União na Amazônia Legal (o que corresponde aos territórios da Alemanha e Itália juntos) serão transferidos sem licitação a particulares que ocuparam as terras antes de 1º de dezembro de 2004.
ONGs, movimentos sociais e organizações de trabalhadores rurais afirmam temer as consequências da aprovação da Medida que transfere a particulares terras da União de até 1.500 hectares.
Os ocupantes poderão receber gratuitamente títulos de terras com até 100 hectares, adquirir a preços simbólicos propriedades com área de 100 a 400 hectares, ou comprar a preço de terra limpa e em um prazo de até 20 anos terras com área de 400 a 1.500 hectares (área equivalente a cerca de 2.000 campos de futebol).
Assinada pelo próprio Lula em 27 de abril e enviada ao Congresso, a medida foi aprovada na Câmara dos Deputados e no Senado (em votação apertada, por 23 votos a 21) com alterações.
Os proprietários rurais que receberem a terra serão obrigados a reflorestar as áreas que foram desmatadas além do permitido por lei - 20% da área total de cada propriedade - e terão 30 anos para reflorestar a área excedente desmatada.

COMEÇA HOJE A FESTA DE CAPRICHOSO E GARANTIDO


Manaus - Cerca de 70 mil turistas são esperados no Amazonas, a partir de hoje (26), para participar do Festival Folclórico de Parintins 2009, cidade a 370 quilômetros de Manaus. O festival representa o auge de meses de trabalho desenvolvido pelas agremiações dos dois bois mais famosos do país, o Garantido e o Caprichoso.
- Os dois bois melhoram a cada ano e não deixam dúvidas sobre o desejo de agradar aos seus torcedores, destaca a diretora de Eventos da Secretaria Estadual de Cultura, Elizabeth Catanhêde. Há 44 anos, o Festival de Parintins apresenta o "confronto" folclórico dos bois vermelho (Garantido) e azul (Caprichoso).
O embate é realizado no Bumbódromo - uma espécie de estádio cujo formato se assemelha ao de uma cabeça de boi. O local tem capacidade para 35 mil pessoas e, todos os anos, fica lotado de turistas e torcedores que querem ver de perto as temáticas regionais exploradas pelas agremiações.
O Bumbódromo está dividido nas cores vermelho e azul. Os espectadores podem escolher o lado de preferência na arquibancada de acordo com o boi que torce. A cada ano, eles apresentam temas diferentes no local.
Como numa ópera, jogos de cores, luzes e som se somam às danças e performances dos brincantes que participam das apresentações na arena do Bumbódromo. Conforme a direção das agremiações, cada boi conta com aproximadamente 2,5 mil pessoas por noite de apresentação.
Esse contingente inclui também os homens que empurram os carros alegóricos. No Garantido, eles são chamados de kaçuerês e, no Caprichoso, de paikicês. Costureiras e artesãos, que meses antes da festa iniciam o seu trabalho, igualmente fazem parte do número de componentes dos dois bois.(Fonte JAM)

Senado funciona sem Conselho de Ética






Brasília - Em meio a denúncias de falta de transparência, de contratações feitas de forma secreta, de favorecimentos de parentes de senadores, inclusive do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), desde março deste ano o Senado está funcionando sem o Conselho de Ética.
O próprio site do Senado exibe uma lista vazia das vagas que deveriam ser preenchidas com os membros do órgão. De acordo com informações da Secretaria de Apoio a Conselhos e Órgãos do Parlamento – órgão do Senado com a função de coordenar os trabalhos do Conselho de Ética – nem todos os partidos indicaram seus representantes para o conselho, a eleição dos integrantes não ocorreu, muito menos a escolha de um presidente para coordenar os trabalhos.
Os mandatos dos antigos conselheiros terminaram no fim do ano passado. Em março, após a ascensão de Sarney à presidência da Casa, que ocorreu em fevereiro, os mandatos acabaram e até hoje os novos conselheiros não foram escolhidos.
Desta forma, a ofensiva do P-SOL contra o presidente Sarney e os ex-presidentes Renan Calheiros (PMDB-AL) e Garibaldi Alves (PMDB-RN), que deverá ser apresentada na próxima semana à Mesa Diretora da Casa, ficará sem órgão para apuração. Uma opção pensada pelo partido, diante da falta de funcionamento do órgão, é encaminhar pedido de criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) e, para isso, o partido precisa recolher assinaturas de 27 senadores.
Rodrigo Cagiano Barbosa, chefe da Secretaria de Apoio a Conselhos e Órgãos do Parlamento, explicou que, após a indicação dos parlamentares que fariam parte do conselho, que deveria ser feita pelas lideranças, caberia à Mesa Diretora da Casa encaminhar ao Plenário a eleição dos membros. “Mesmo com a indicação, esses membros precisam ser eleitos. Depois, eles é que devem se reunir para eleger o presidente e os vices. Mas nada disso foi feito”, destacou. Os mandatos são de dois anos.
Na secretaria trabalham oito funcionários, mas a parte referente ao Conselho de Ética está totalmente paralisada. A secretaria também é responsável pelo trabalho de outros órgãos do Senado, de acordo com Barbosa, como a Corregedoria, a Procuradoria, o Conselho da Ordem do Congresso e o Conselho da Mulher Cidadã.
Não é a primeira vez que o Conselho de Ética fica inativo no Senado. Ele teve sobrevida nos últimos dois anos, quando apurou denúncias contra o então presidente do Senado, Renan Calheiros.Fonte: Agência Brasil

INCRA LIBEROU R$ 3 MI EM CRÉDITO PARA MANACAPURU


Manaus - A Superintendência do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária do Amazonas, entregou ontem (dia 25) no município de Manacapuru, crédito inicial (fomento e alimento) para 1.429 famílias assentadas em três projetos de reforma agrária naquele município – Pic Bela Vista e PAEs Cabaliana II e Piranha, em ato com a presença da superintendente Maria do Socorro Marques Feitosa (foto)e outras autoridades, no galpão da Ciranda Tradicional, reunindo uma platéia de quase duas mil pessoas.
O crédito liberado foi no valor de R$ 2.400,00, totalizando R$ 3.429.600,00.
A superintendente Maria do Socorro Marques Feitosa, frisou que a liberação do crédito foi priorizada em função da grande enchente que o Amazonas sofre a maior da história, com o objetivo de ajudar os assentados ribeirinhos neste momento de dificuldades, inclusive com a perda da produção de várzea.
Nos três assentamentos, ainda restam 1.085 famílias reconhecidas como assentadas da reforma agrária e que por questões burocráticas, só deverão receber os créditos dentro de mais alguns dias, considerando que todas as providências já estão sendo tomadas pela superintendência para que a liberação ocorra rapidamente,
Como o crédito inicial atende a alimentação e fomento, além do quite de alimentação, os assentados receberam implementos como: Motor rabeta, forno para fabricação de farinha, terçado, enxada, botas, caixas para água, redes e outros.
Segundo a superintendente Socorro Feitosa, a concessão do Crédito Instalação pelo INCRA, oferece o suporte inicial aos assentados do Programa Nacional de Reforma Agrária, garantindo a segurança alimentar das famílias e as condições necessárias para dinamizar os trabalhos na agricultura familiar ou mesmo no extrativismo, através dos equipamentos adquiridos.
Socorro Feitosa, fez questão de salientar o esforço feito pelo INCRA para priorizar a liberação do crédito em função da grande enchente e garantiu que quando a vazante chegar, o INCRA voltará a Manacapuru para liberar o Crédito Habitação, no valor unitária de R$ 10 mil, o que reapresentará quase R$ 30 milhões liberados para o município para que os assentados possam construir suas casas dentro do Padrão INCRA, inclusive com banheiro interno e com tecelagem nas portas e janelas para prevenir contra a malária, além de representar uma injeção na economia do município.
A superintendente falou ainda do crescimento da reforma agrária em Manacapuru nos últimos seis anos. Segundo ela, o município contava apenas com dois assentamentos, beneficiando em torno de 700 famílias e hoje Manacapuru conta com 07 assentamentos sustentáveis com quase quatro mil assentados, o que representa um grande avanço na reforma agrária e consequentemente na agricultora familiar do município.
Socorro Feitosa, aproveitou a oportunidade para agradecer aos parceiros, como Prefeitura, Governo do Estado, movimentos sociais e os próprios assentados e pediu a união de esforços e trabalho para que a reforma agrária continue crescendo no município.
TRABALHO ELOGIADO
O trabalho desenvolvido pelo INCRA no Estado no Estado, especialmente em Manacapuru, foi elogiado pelas várias autoridades que compareceram ao ato da entrega do Crédito Instalação para parte dos assentados do PIC Bela Vista Cabaliana II e Piranha e reconheceram o carinho que o presidente Lula vem dispensando ao Amazonas em todos os sentidos.
A assentada Valéria Sena da Silva, agradeceu ao INCRA em nome dos seus companheiros ações de reforma agrária desenvolvidas no município.
Lúcio Carril, delegado do MDA, ressaltou o trabalho do INCRA no Estado e disse que o INCRA está cumprindo fielmente com uma política de Governo, visando com isso dar mais cidadania e condições de vida aos mais simples e humildes, como são os assentados da reforma agrária.
O prefeito em exercício do município Sidenilson Holanda, agradeceu ao INCRA pelo trabalho que desenvolve no município e garantiu que a parceria será fortalecida em busca de novas conquistas para o município.
O deputado federal Francisco Praciano (PT), disse que esse é o resultado do trabalho de um presidente da República simples, que saiu do meio do povo para melhorar a vida do povo, mesmo pensamento seguido pelo vereador de Manaus, José Ricardo (PT), que prestigiou o ato.
O senador João Pedro (PT), que foi servidor e superintendente do INCRA, ressaltou o trabalho que vem sendo feito na autarquia pela superintendente Socorro Feitosa, afirmando que o INCRA no Amazonas vem cumprindo com as suas atribuições é de oferecer melhores condições de vida aos assentados com cidadania e inclusão social.(Fonte Ascom - Foto Jhoanan de Paula))

quinta-feira, 25 de junho de 2009

CPI da pedofilia fará audiência publica em Manaus

Manaus - Os senadores membros da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Senado, presidida pelo senador Magno Malta, que investiga crimes de pedofilia estarão em Manaus na segunda e terça-feira da próxima semana, no auditório da Assembleia Legislativa, com a finalidade de cumprir diligências e realizar audiências públicas sobre denúncias de práticas de abusos e exploração sexual de crianças e adolescentes no Amazonas.
O Amazonas é um dos Estados com maior índice de casos de abuso sexual infantil e prostituição de adolescentes, com envolvimento de funcionários públicos, juízes e até políticos.
Além de Manaus, a CPI da pedofilia também estará investigando denúncias de pedofilia no interior do estado.
Composta de sete senadores, a CPI da Pedofilia foi instalada em março de 2008, mas em maio teve seus trabalhos prorrogados até o próximo dia 23 de setembro.
Além de investigar a prática da pedofilia, a comissão de inquérito também apura a ligação dos crimes de abuso sexual contra crianças com o crime organizado, busca o aperfeiçoamento da legislação e a criação de mecanismos que proíbam a aquisição de material de pedofilia pela internet.
O presidente Belarmino Lins (PMDB) já comunicou a Magno Malta, presidente da CPI da pedofilia, que todo o instrumental técnico da Assembleia Legislativa do Amazonas estará à disposição dos integrantes da comissão.

Acordo na F-1 novamente em risco


Paris - Ecclestone e Mosley(foto) durante a reunião de quinta-feira: indignação do presidente da FIA Um dia após ser anunciado o acordo entre a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e a Associação das Equipes da Fórmula 1 (Fota), o presidente da entidade que administra a categoria, Max Mosley, pôs a reconciliação em risco. De acordo com o site da revista "Autosport", ele, em uma carta enviada ao presidente da Fota, Luca Di Montezemolo, e divulgada pelo site "Racefax.com", criticou a forma como a Fota teria tratado o assunto pela imprensa e disse que seu plano original de se demitir do cargo de presidente da FIA, em outubro, já não é mais definitivo.
A garantia de que o presidente da entidade não concorreria a outro mandato em outubro era uma das bases do acordo. Na carta, Mosley chamou de “tentativa deliberada” da Associação de iludir os meios de comunicação e que as alegações feitas sobre a natureza do contrato são “falsas”.
O presidente se mostrou indignado pelo fato de alguns meios de comunicação da Europa terem noticiado que ele não controlaria mais a parte esportiva da FIA, que ficaria a cargo de Michel Boeri, presidente da Automóvel Clube de Mônaco e membro do Senado da FIA. Mosley não gostou do que foi passado pela Fota e admitiu a possibilidade de continuar no cargo como “uma opção aberta”.(Agência/Reuters)

Senadores querem afastamento de Sarney


O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), tornou-se refém do recente escândalo que atingiu a instituição. Enfraquecido e objeto de pressão crescente dos seus pares, o também ex-presidente da República pode sucumbir à crise se não recuperar o controle da Casa.
Presidente do Senado, José Sarney, em foto de arquivo, tornou-se refém do recente escândalo que atingiu a instituição e senadores cobram seu afastamento.(Fonte Senado Federal)

Sites anunciaram morte de Michael Jackson


O site TMZ e a agência X-17 OnLIne, além do site da revista Variety anunciaram, na tarde de hoje (25), que o cantor Michael Jackson não resistiu à parada cardíaca que o levou para o hospital. O cantor foi internado nesta quinta-feira após parada cardíaca. O rei do pop foi levado de ambulância dos bombeiros para o hospital UCLA Medical Center, em Los Angeles.
Segundo o jornal "L.A.Times", o cantor, de 50 anos, não estava respirando quando os paramédicos chegaram ao local, de acordo com informações do Cap.Steve Ruda, do corpo de bombeiros de Los Angeles, que contou que eles fizeram massagem cardíaca já dentro da ambulância. (AL)
Até o momento, nenhum porta-voz do cantor se pronunciou.(Fonte Ego)

BRASIL VENCE NO SUFOCO E VAI A FINAL


Seleção passa sufoco, mas derrota a África do Sul de Joel Santana e vai à final
Daniel Alves sai do banco de reservas e, de falta, faz o gol da vitória brasileira aos 42 minutos do segundo tempo, através de Daniel Alves(foto) que entrou quase no fim do jogo e ainda assim foi o herói da Partida. Foi dele o golde falta que colocou o Brasil na final da Copa América domingo, contra os Estados Unidos.
Não foi fácil vencer as vuvuzelas, a bênção de Nelson Mandela e, principalmente, Joel Santana. A seleção brasileira sofreu para fazer 1 a 0 na África do Sul, nesta quinta-feira, em Joanesburgo. As 48.049 pessoas que foram ao Ellis Park viram os “Bafana Bafana” dominarem parte do jogo, mas a eficiência do time de Dunga prevaleceu e o Brasil vai enfrentar os Estados Unidos na final da Copa das Confederações , domingo, graças a um gol de Daniel Alves de falta aos 42 do segundo tempo. No apito final, a torcida local reconheceu o bom trabalho de sua equipe e aplaudiu os comandados de Joel Santana.
Daniel Alves delira após fazer o gol da classificação brasileira, aos 42 do segundo tempo
Joel afirmou antes do jogo que não deixaria os donos da casa na retranca. No início, não foi isso que aconteceu: a África do Sul se fechou lá atrás e conseguiu segurar os brasileiros. Mas os “Bafana” gostaram do jogo, foram para o ataque e tiveram boas oportunidades de marcar. O contra-ataque da seleção brasileira pouco funcionou e o gol só saiu nos minutos finais em cobrança de falta, quando a torcida já esperava prorrogação. Daniel Alves havia entrado no lugar de André Santos, lateral-esquerdo, pouco antes da marcação do gol brasileiro. (Fonte Globo Esporte)

vigilia pelo passe estudantil


Manaus - Os estudantes iniciarão uma vigília em frente à Câmara Municipal de Manaus(CMM) amanhã (26). A Casa votará no sábado (27) o projeto de lei da meia-passagem da Prefeitura Municipal.
Foi o que afirmou o delegado da União Estadual dos Estudantes (UEE), Joab Hardman, hoje (25), durante a manifestação dos alunos do Colégio Angelo Ramazzoti, pela Av. André Araújo, bairro Aleixo, zona Centro-sul da capital.
Conforme o estudante, há um item na emenda que se refere aos dias de aula não freqüentados. Caso o estudante não vá para aula por três dias, por motivo de saúde, por exemplo, e seus passes forem utilizados, eles serão deduzidos das próximas compras.
- Essa redução dos passes fará um círculo vicioso e ficará mais difícil para o aluno não estudar. Além deste problema, tem a questão da compra dos créditos, não poderemos pagar a meia-passagem direto com o cobrador e haverá mais filas para a aquisição dos passes. A proposta não é favorável à classe, afirmou o representante da UEE.Foto: Juçara Manezes/Portal Amazônia

NOVO RECORDE: ENCHENTE DESTE ANO BATE A DE 53


Manaus - O nível do Rio Negro atingiu uma marca recorde nesta quinta-feira (25). Segundo Marco Antonio Oliveira, superintendente do Serviço Geológico do Brasil, a cota 29,71 metros e ultrapassou a marca dos 29,69 metros, registrada 1953 e nesta quarta-feira (24).
Na cidade de Manaus, os moradores enfrentam dificuldades devido à cheia do Rio Negro. A prefeitura informou que deve retirar 1.600 moradores de bairros localizados nas bacias dos igarapés do São Raimundo, bairro da Glória e Educandos. As famílias atingidas devem receber um auxílio de R$ 250 para o aluguel, por, no máximo, seis meses.
Na quarta, equipes da Defesa Civil instalaram pontes de madeira e colocaram sacos cheios de cimento e areia para impedir o avanço das águas na região conhecida como Manaus Moderna. Dos 102 permissionários que trabalham na feira, 35 já foram prejudicados pela inundação. Mais de 200 pessoas participam das obras emergenciais.
A avenida Eduardo Ribeiro no trecho entre a avenida 7 de Setembro e a rua Marques de Santa Cruz, em frente ao Porto de Manaus, no centro da cidade, está interditada desta a última terça-feira (23).
A medida emergencial foi tomada depois que a água do rio Negro chegou à avenida por meio das galerias pluviais provocando inundação na área do Relógio Municipal.Foto: Centro de Manaus/ Foto: Gláucia Chair/Portal Amazônia